FEBRE AMARELA | Saiba quais são os riscos da doença

Os primeiros sintomas da doença aparecem de forma repentina, como a febre alta, calafrios, cansaço, dor de cabeça, dor muscular, náuseas e vômitos por cerca de três dias.

Se o caso se agravar, outros indícios vão aparecer, como a icterícia (coloração amarela nos olhos e na pele) e a insuficiência renal e hepática.

Segundo o último boletim do Ministério da Saúde, em 2018 já foram notificados em 7.718 casos suspeitos e 1.376 casos confirmados de febre amarela no Brasil, a maioria na Região Sudeste. Diante do quadro, há necessidade de as pessoas se imunizarem contra a doença.
A vacina é indicada para crianças a partir de 9 meses de idade, adolescentes e adultos que vivem em áreas de recomendação de vacinação, ou em viagem de risco para a doença, ou com obrigatoriedade de comprovação da vacinação.
Acesse nosso site para mais informações sobre a vacina!


VACINA EM ADULTOS | O que é importante saber? - Parte 2

Você sabe quais são as vacinas que os adultos devem tomar?

Por que os adultos pouco se vacinam?

Essas e outras perguntas são respondidas neste vídeo, com a participação da Dra. Cristiana Meirelles, que explica com detalhes as principais informações que são importantes você saber.
Além da vacina contra a gripe existem outros tipos que precisam estar na carteira de vacinação dos adultos. Isso porque as doenças crônicas que se manifestam mais na vida adulta são fortes indicadores de que o individuo precisa se vacinar.
Confira o primeiro vídeo da série aqui!


VACINA EM ADULTOS | O que é importante saber? - Parte 1

Você sabe quais são as vacinas que os adultos devem tomar?

Por que os adultos pouco se vacinam?

Essas e outras perguntas são respondidas neste vídeo, com a participação da Dra. Cristiana Meirelles, que explica com detalhes as principais informações que são importantes você saber.
Além da vacina contra a gripe existem outros tipos que precisam estar na carteira de vacinação dos adultos. Isso porque as doenças crônicas que se manifestam mais na vida adulta são fortes indicadores de que o individuo precisa se vacinar.
Confira o segundo vídeo da série aqui!


As principais dúvidas sobre Câncer de Mama

A detecção precoce é um dos métodos mais eficientes utilizados para o diagnóstico do câncer.

No caso do câncer de mama sabe-se que 95% dos casos diagnosticados no início têm possibilidade de cura. Entrevistamos a médica mastologista Dra. Denise Biangolino para falar sobre as dúvidas principais e muitas vezes polêmicas sobre esse tema.


VACINAS NO POSTO PÚBLICO X PARTICULAR | PARTE 2

Você sabia que existem algumas diferenças entre as vacinas oferecidas gratuitamente pelo governo e as vacinas de clínicas particulares?

É muito comum algumas mães optarem por vacinarem seus filhos em redes particulares para evitar reações na criança após a imunização. Isso acontece porque as clínicas contam com a versão acelular da vacina.
Outra importante diferença está nas vacinas oferecidas, já que no sistema privado é possível encontrar imunizações altamente recomendadas, mas que não são oferecidas na rede pública.
São importantes diferenças que trazem consequências no que diz respeito à reação da vacina e até a imunização em si. Assista os vídeos que Beep Saúde disponibiliza para informar melhor sobre as opções de vacinação.
Confira o primeiro vídeo da série aqui!


ícone vacina - página inicial - beep

CÂNCER DE MAMA | Quais os fatores de risco?

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer maligno mais frequente na população feminina.

A cada ano em média 1,6 milhões de mulheres são diagnosticadas no mundo.

Segundo o INCA: Este câncer é a segunda causa de morte por doença no Brasil, precedido apenas pelas doenças cardiovasculares. Vale ressaltar que o controle do câncer de mama apresenta singularidades quando comparado com outras doenças. São as ações de prevenção primária, eliminação de exposições a fatores cancerígenos além do conhecimento que a mulher possui sobre a doença são os fatores que mais podem ajudar a combatê-lo. Quanto maior o autoconhecimento da mulher sobre seu corpo e acima de tudo sobre a câncer, melhor será o tratamento e a possibilidade de cura.
Convidada:
Dra Denise Biangolino
Médica Mastologista, Ginecologista e Obstetra


VACINAS NO POSTO PÚBLICO X PARTICULAR | PARTE 1

Você sabia que existem algumas diferenças entre as vacinas oferecidas gratuitamente pelo governo e as vacinas de clínicas particulares?

É muito comum algumas mães optarem por vacinarem seus filhos em redes particulares para evitar reações na criança após a imunização. Isso acontece porque as clínicas contam com a versão acelular da vacina.
Outra importante diferença está nas vacinas oferecidas, já que no sistema privado é possível encontrar imunizações altamente recomendadas, mas que não são oferecidas na rede pública.
São importantes diferenças que trazem consequências no que diz respeito à reação da vacina e até a imunização em si. Assista os vídeos que Beep Saúde disponibiliza para informar melhor sobre as opções de vacinação.
Confira o segundo vídeo da série aqui!


DEPRESSÃO PÓS-PARTO | Baby Blues ou Doença?

O que é o tal blues puerperal?

Nos primeiros dias depois do nascimento do bebê, é comum que a mãe se sinta irritada, triste e com vontade de chorar. É um fenômeno chamado blues puerperal, ou melancolia puerperal.

Saiba qual a importância de buscar o tratamento correto. Se não for tratada, a depressão pode durar vários meses. Neste vídeo convidamos a Psiquiatra Dra. Marcela Vianna para falar sobre esse tema que vem tomando grande espaço nos conteúdos digitais e consultórios médicos.
Convidada:
Dra. Marcela Vianna de Melo
Especialista em psiquiatria pela Universidade Federal do Rio de Janeiro.


GESTANTES DEVEM SE VACINAR?

Quais as vacinas uma mulher grávida deve tomar?

Essa e outras dúvidas estão respondidas neste vídeo com a Médica Pediatra Infectologista, Cristiana Meirelles.

Quem está amamentando também deve buscar se informar melhor. A vacinação durante a gravidez ainda é um tabu. Muitas gestantes têm medo de tomar vacina e prejudicar o bebê, por isso, preferem não conversar com os médicos sobre o assunto.
Ao se vacinar, além de cuidar da própria saúde, a gestante transfere os anticorpos para o feto por meio da placenta e, depois do parto, pelo leite materno. Esta proteção é fundamental! Assita o vídeo e busque orientação com um médico obstetra de sua confiança.


Tire suas dúvidas sobre vacinação! Parte 2

Reunimos os assuntos mais comentados sobre a vacinação.

Perguntamos aos nossos profissionais da área de saúde, que juntamente com a experiência de campo, quais são as dúvidas mais frequentes sobre as vacinas?

A Beep Saúde, através dos diversos atendimentos que faz diariamente, traz o vídeo MITOS E VERDADES PARTE 2 , para ajudar a complementar esse trabalho de elucidar o tema.
Confira nesse vídeo, mitos e verdades sobre a vacina, com a nossa especialista Dra. Cristiana Meirelles, médica pediatra infectologista.
As pessoas ainda se mantém muito mal informadas sobre o tema, cultivando muitas dúvidas. Por medo, algumas estão dizendo que não vão se vacinar, mas especialistas garantem que ainda é uma das mais seguras formas de prevenção contra diversos tipos de doenças.
Confira o primeiro vídeo da série aqui!