Vacinação na Europa

Há mais de um ano a europa enfrenta aumento de casos de sarampo, sendo registrado surto em pelo menos 19 países, sendo a Grécia, Romênia, França e Itália os países mais afetados. Os movimentos antivacinas - liderados principalmente por pais que decidem não vacinar os filhos, são apontados pelo Parlamento Europeu como responsáveis pelo surto do vírus.


Em alguns países na Europa Ocidental, como a Alemanha, por exemplo, a BCG - vacina que previne a tuberculose e é muito comum nos bebês recém nascidos, no Brasil - não é mais aplicada. Na União Europeia,a BCG é universal apenas em Portugal, Grécia e Irlanda.


As vacinas do Programa Nacional de Vacinação não costumam ser obrigatórias na Europa.


Contudo, diante do surto de sarampo, leis aprovadas na França, Alemanha e Itália obrigam pais a vacinarem suas crianças contra o vírus especificamente.


No caso alemão e italiano, também foram estipuladas multas de 600 a 3.000 dólares para quem não cumprir a lei. Na Itália, poliomielite, tosse convulsa e hepatite B também passaram a ser obrigatórias para as crianças.


Fonte: Portal Terra


Surto de Sarampo em NY

O surto de sarampo em NY é prova recente de como a vacina é a melhor forma de se proteger e erradicar uma doença.

O recente surto de Sarampo, em Nova York, nos EUA, é prova de que a vacinação é extremamente importante, mesmo quando a doença é considerada erradicada no país. Vivemos num mundo globalizado, a entrada e saída constante de turistas e moradores se torna um transporte eficaz para vírus e bactérias vindos de outros países e regiões.
Nesse caso específico de NY, o surto se deu, principalmente no Brooklyn e entre crianças judias ortodoxas – fazendo com que a cidade declarasse uma emergência de saúde pública no dia 9 de abril de 2019. E exigiu que moradores não vacinados das áreas afetadas tomassem a vacina ou pagariam multas. O surto foi associado a uma criança não vacinada que foi infectada durante visita a Israel, que também está enfrentando uma epidemia da doença, de acordo com o Departamento de Saúde da Cidade de Nova York.
Autoridades da saúde criticaram duramente a “desinformação” daqueles que propagam críticas às vacinas, sendo uns dos responsáveis pela queda do índice de vacinas aplicadas. Vale ressaltar que vacinas são a forma mais eficaz de proteção contra doenças. Não tomá-las, além de te expor, expõe também aqueles que estão ao seu entorno – um ciclo que pode acarretar num surto como este vivido em Nova York.
O vírus do Sarampo é altamente contagioso e pode levar a sérias consequências, até mesmo à morte. A gravidade é comprovada quando, pela primeira vez na história recente da cidade, autoridades ordenam vacinações obrigatórias, gerando uma multa de até mil dólares àqueles que não tomaram a vacina de tríplice viral (contra sarampo, caxumba e rubéola) e não podem fornecer outra evidência de imunidade, como, por exemplo, já terem tido sarampo.
Fica aí a lição de que devemos nos vacinar sempre que as autoridades da saúde iniciam campanhas nas nossas cidades/países.
Se você ainda não se vacinou contra o Sarampo, a Beep resolve o seu problema. Vacina domiciliar, de domingo a domingo. Baixe o app, agende a nossa visita! Beep, Nova Forma de Cuidar da Saúde.
Vacinas contra Sarampo:
Tríplice Viral - Indicada para adultos.
Tetraviral - Tetra Viral combinada com Varicela - Indicada para as crianças (primeira dose aos 12 meses e segunda dose entre 15 a 24 meses).
Fonte | G1