Junho é o “Mês Vermelho” em alusão à doação de sangue.

Doar sangue é um ato voluntário, indolor, rápido e que pode salvar vidas – desde pacientes submetidos a cirurgias ou em casos de emergência. Devemos esclarecer e desmistificar o tema para que mais e mais pessoas adquiram o hábito de doar sangue. Destacamos mitos e verdade de maior relevância para melhor conhecimento. Compartilhe com os seus amigos e familiares, vamos criar uma corrente do bem, vamos ajudar a salvar vidas?
Idosos não podem doar sangue
MITO! Desde 2013, houve aumento na idade máxima dos doadores de sangue pelo Ministério da Saúde. Atualmente, pessoas entre 16 e 69 anos podem realizar o ato de doação.
Pessoas com piercing e tatuagem não podem doar
MITO! Apenas pessoas com piercing na cavidade oral não podem realizar a doação, pois a boca está mais receptiva a infecções do que outras área do corpo. Já, para as pessoas com tatuagens, é indicada que a doação seja feita após um ano da realização do desenho – tempo adequado para manifestações de doenças contagiosas que possam ser transmitidas pela agulha.
O peso influencia na doação
VERDADE! O voluntário deve pesar a partir de 50 quilos para poder realizar a doação.
Gestantes e lactantes não podem doar
VERDADE! Mulheres grávidas ou que estejam amamentando não devem doar. As lactantes devem aguardar 12 meses após o parto. No período pós-parto, a mulher poderá ser doadora após 90 dias, em casos de parto normal e 180 dias em cesárias.
Descanso e alimentação influenciam na doação
VERDADE! É necessário estar descansado e não ter praticado atividades intensas pelo menos cinco horas antes da doação. Em relação à alimentação, é preciso estar bem nutrido. Com refeições prévias leves e sem gordura. Além disso, é proibido o consumo de bebidas alcoólicas até 24 horas antes da doação.
Fonte | ABHH