O câncer de mama é uma doença temida por muita gente. Entretanto, quando descoberto de forma precoce, pode aumentar as chances de cura. É exatamente isso que a campanha “Outubro Rosa” quer conscientizar. Quer entender melhor o que é o outubro rosa e a importância do autoexame para prevenir o câncer de mama? Confira o post completo!

Mulher com blusa rosa segurando um laço rosa, símbolo da campanha outubro rosa e autoexame


O que é Outubro Rosa?


O Outubro Rosa é um movimento internacional de conscientização para detectar o câncer de mama de forma precoce. Criado no começo da década de 1990, ele ocorre tanto no Brasil quanto no exterior.

O que é feito no Outubro Rosa?


O objetivo desse movimento é divulgar informações e conscientizar as pessoas sobre o câncer de mama para ajudar no diagnóstico precoce e diminuir o número de mortes pela doença.

Quais exames fazer no Outubro Rosa?


Os exames indicados para a detecção do câncer de mama de forma precoce são a mamografia de rastreamento e o autoexame (toque nas mamas). 

O que é mamografia de rastreamento? 


A mamografia de rastreamento é um exame de rotina para identificar o câncer de mama bem antes de surgirem os sintomas. A recomendação do Ministério da Saúde é que mulheres com idade entre 50 e 69 anos façam esse exame a cada 2 anos. 
Já a Sociedade Brasileira de Mastologia indica que toda mulher com 40 anos ou mais deve realizar a mamografia de rastreamento anualmente. 

Como fazer o autoexame no Outubro Rosa?


As mulheres não precisam esperar a campanha Outubro Rosa para fazerem o autoexame. Ele pode ser realizado uma vez por mês, de preferência no 7º ou 8º dia depois do início da menstruação. Em casos em que a mulher não menstrua mais, ele pode ser feito em uma data fixa. O mesmo vale para homens.
O ideal é que se faça o autoexame nos seguintes momentos:
O ideal é que se faça o autoexame nos seguintes momentos: Autoexame em frente ao espelho Tire a roupa, vá até um espelho e observe as mamas. Primeiro, você vai colocar os braços para baixo, depois para cima, dobrados atrás do pescoço e, em seguida, com as mãos na bacia. Avalie a cor, forma e tamanho dos seios. Veja também se há inchaço, saliência e rugosidade. Autoexame em pé Quando estiver no banho, o ideal é aproveitar para tocar as mamas com o corpo molhado e as mãos com sabão. É importante que os dedos estejam esticados e que se faça movimentos circulares, de cima para baixo. Veja as recomendações: Ponha um dos braços atrás da cabeça; Com a mão que está abaixada, apalpe a mama até a axila suavemente; Repita os dois passos anteriores com o outro seio; Por fim, pressione os mamilos de forma suave e observe se vai sair algum líquido do bico. Autoexame deitada O autoexame deitado é similar ao autoexame em pé. É necessário repetir os quatro passos do tópico anterior, porém em posição horizontal. Lembrando que eles podem ser feitos em qualquer época do ano e não só durante a Campanha Outubro Rosa.

Qual a importância do autoexame de mamas?

A importância do autoexame das mamas e da mamografia de rastreamento é descobrir a doença nas fases iniciais para aumentar a possibilidade da pessoa fazer tratamentos menos agressivos e até se curar. 

O que é câncer de mama? 


O câncer de mama ocorre a partir da multiplicação desordenada de células anormais da mama. Juntas, elas podem formar um tumor com um grande potencial de atingir outros órgãos do corpo humano e levar à morte. Apesar de raro, o câncer de mama também pode ocorrer em homens. 
A evolução do câncer de mama varia, pois ela pode ocorrer de forma rápida ou lenta. Agora, se for descoberto de forma precoce e tratado adequadamente, há grandes chances de cura. 

Quais são os principais sinais e sintomas?


O sinal mais percebido pelas pessoas é a presença de um ou mais nódulos fixos na mama. Nem sempre esse “caroço” causa dor e ele pode surgir em outras partes do corpo, como na axila e no pescoço. 
Além desse sinal, a pessoa pode apresentar na mama: 
  • Pele retraída, avermelhada ou parecida com uma casca de laranja;
  • Alteração no bico do mamilo;
  • Saída de secreção ou líquido anormal pelo mamilo. 

Outubro Rosa autoexame: Sinais do câncer de mama: Nódulo, Pele retraída, Mudança de cor, espessura ou textura da mama, Presença de retração, alteração de posição ou forma do mamilo, Saída de secreção ou líquido anormal pelo mamilo


Senti um desses sinais do câncer de mama. O que fazer?


Primeiro, mantenha a calma. Nem sempre esses sinais indicam que você realmente está com câncer de mama. Em seguida, procure um ginecologista ou mastologista o mais rápido possível. 
Na consulta, o médico pode fazer o exame clínico das mamas (toque) e prescrever outros exames: 
  • Mamografia diagnóstica;
  • Ultrassonografia; 
  • Ressonância magnética. 

Agora, para a confirmação do câncer de mama, é preciso fazer uma biópsia. Esse procedimento retira uma parte do nódulo ou lesão com punções (extração por agulha) ou uma pequena cirurgia. Em seguida, o material é enviado para a análise para a confirmação do diagnóstico. 

Existem fatores de risco? 


Pessoas com mais de 50 anos têm mais risco de desenvolver câncer de mama, mas outros fatores também podem influenciá-la:

 Outubro Rosa e autoexame: Fatores ambientais e comportamentais Obesidade e sobrepeso Falta de prática de atividade física Consumo de bebida alcoólica Exposição frequente a radiações ionizantes para tratamento (radioterapia) ou exames diagnósticos (tomografia, Raios-X, mamografia, etc) Tabagismo - há evidências sugestivas de aumento de risco, Fatores da história reprodutiva e hormonal Primeira menstruação antes de 12 anos Não ter tido filhos Primeira gravidez após os 30 anos Parar de menstruar (menopausa) após os 55 anos Uso de contraceptivos hormonais (estrogênio-progesterona) Ter feito reposição hormonal pós-menopausa, principalmente por mais de cinco anos, Fatores genéticos e hereditários História familiar de câncer de ovário Casos de câncer de mama na família, principalmente antes dos 50 anos História familiar de câncer de mama em homens Alteração genética, especialmente, nos genes BRCA1 e BRCA2


Como tratar? 


As opções de tratamento disponíveis são: cirurgia, quimioterapia, radioterapia, hormonioterapia e terapia biológica (terapia alvo).
O tipo de tratamento do câncer de mama vai depender tanto da fase em que a doença foi descoberta quanto do tipo de tumor. Se ele for descoberto no começo, tem mais chances de cura. 
Agora, se o câncer de mama já se espalhou para outros órgãos do corpo (metástase), o tratamento pode prolongar o tempo e a qualidade de vida da pessoa. 

Como prevenir?


Segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), aproximadamente 30% dos casos de câncer de mama podem ser prevenidos com os seguintes hábitos: 
  • Evitar bebidas alcoólicas e fumar;
  • Fazer atividade física;
  • Manter o peso adequado.

Caso a mulher tenha acabado de ter filhos, amamentar é um fator de proteção contra o câncer.

Mantenha sempre a sua saúde em dia! 


Além dos cuidados com a prevenção do câncer, faça sempre exames laboratoriais de rotina para checar como está a sua saúde de uma maneira geral. 
A Beep oferece exames de sangue, fezes e urina. Todos eles podem ser feitos na sua casa, de domingo a domingo, pelo plano e sem pagar taxa domiciliar. Baixe o app e marque uma visita agora mesmo!  

Importante:


Você pode tirar suas dúvidas e fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar aqui para baixar!
Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂
Compartilha com a gente se você já teve ou conhece alguém com câncer de mama. Assim, você vai ajudar outras pessoas que procuram por mais informações.

Fontes: 


INCA | MD Saúde | Drauzio Varella |