Anti-Rh

A imunoglobulina anti-Rh é um anticorpo pronto que neutraliza o fator Rh.

COMPRAR NO APP

O que é o anti-Rh?

Apesar de ser aplicado de forma semelhante a uma vacina, o anti-Rh é, na verdade, um anticorpo pronto, obtido a partir de sangue humano, que neutraliza o fator Rh. A imunoglobulina anti-Rh identifica e neutraliza os anticorpos anti-Rh produzidos pelas mães do grupo sanguíneo Rh- negativo grávidas de bebês Rh+ positivo.

COMPRAR NO APP

Quais doenças a imunoglobulina anti-Rh previne?

O anti-rh previne a doença hemolítica do recém-nascido (DHRN), também conhecida como eritroblastose fetal.

Como o anti-Rh é aplicado?

Intramuscular (no glúteo).

Onde a Imunoglobulina anti-rh pode ser encontrada?

Ele pode ser encontrado na Beep, com atendimento domiciliar, e nas clínicas privadas de vacinação.

Indicações

  • Mulheres que tenham fator Rh- negativo e estejam grávidas ou tenham acabado de dar à luz a um bebê Rh+ positivo;
  • Mulheres Rh(D) negativo que tenham abortado ou tenham ameaça de abortamento;
  • Casos em que a gravidez tem complicações graves, como gestação fora da cavidade uterina (gravidez ectópica) ou desenvolvimento de tumor do tecido da placenta, ou das membranas;
  • Situações em que exista a possibilidade de que o sangue do bebê tenha passado para o sangue da mãe (hemorragia transplacentária);
  • Casos em que o médico tenha necessidade de realizar testes para verificar se há deformidades no feto;
  • Casos em que o médico ou enfermeiro tenha necessidade de realizar uma manobra para fazer a cabeça do bebê virar em direção à pélvis;
  • Casos em que a mulher tenha algum trauma abdominal;
  • Casos em que uma pessoa Rh(D) negativo acidentalmente recebe transfusão de sangue cujo fator Rh(D) é positivo (transfusão incompatível) ou outros produtos contendo células vermelhas do sangue Rh(D) positivo.

Contraindicações

  • Pessoas que tenham quadro de alergia à imunoglobulina humana ou a qualquer um dos componentes do medicamento; 
  • Pessoas que tenham algum transtorno de coagulação ou uma grave queda no número de plaquetas. Nesse caso, o paciente pode receber o Rhophylac, desde que sua aplicação seja feita apenas via intravenosa.

Possíveis reações do anti-Rh

As reações mais comuns são leves e transitórias, como: dor de cabeça, reações no local da injeção, febre, mal-estar e calafrios. Reações mais graves são raras e, caso ocorram, devem ser atendidas imediatamente. A Beep possui uma equipe capacitada para atender intercorrências.

Interações medicamentosas

Vacinas de vírus vivo atenuado

A imunização com vacinas de vírus vivo atenuado deve ser adiada para 3 meses após a última administração de imunoglobulina humana anti-D, uma vez que a eficácia da vacina pode ser prejudicada.

Interferência com testes sorológicos

Pode levar a resultados falso-positivos em testes sorológicos. Pode interferir em alguns testes sorológicos para anticorpos contra hemácias, como o teste de antiglobulina (teste de Coombs), particularmente em neonatos Rh-positivo cuja mãe recebeu profilaxia durante o pré-natal.

Quantas doses e quando aplicar?

As doses e programações do anti-rh são recomendadas com base em estudos clínicos e diretrizes profissionais. A posologia deve ser estabelecida conforme recomendação médica e de acordo com as seguintes situações:

Profilaxia pré-natal

É recomendada uma dose única de 300 microgramas, aplicada preferencialmente entre as 28ª e 30ª semanas de gestação.

Complicação na gestação após profilaxia pré-natal

Uma dose única de 300 microgramas deve ser administrada o mais breve possível dentro de 72 horas após o evento de risco.

Profilaxia pós-parto

Uma dose única de 300 microgramas (1500 UI) deve ser administrada o mais breve possível, dentro de 72 horas após o parto de uma criança Rh positivo (D, D fraco, D parcial), por via intravenosa ou intramuscular. Se tiver decorrido mais de 72 horas, o produto deve ser administrado o quanto antes.

Quantas doses e quando aplicar?

Aplicar 1 dose a cada 30 dias. Até 5 doses por ano, dependendo do início das aplicações, já que o palivizumabe não será administrado após o período de sazonalidade.

Sazonalidade do VSR nas regiões do Brasil

Região Norte

Sazonalidade: fevereiro a junho
Período de aplicação: janeiro a junho


Região Nordeste

Sazonalidade: março a julho
Período de aplicação: fevereiro a julho


Região Centro-Oeste

Sazonalidade: março a julho
Período de aplicação: fevereiro a julho


Região Sudeste

Sazonalidade: março a julho
Período de aplicação: fevereiro a julho


Região Sul

Sazonalidade: abril a agosto
Período de aplicação: março a agosto


Fonte: Nota Técnica conjunta 05/2015 - Ministério da Saúde

Recém-nascidos durante a sazonalidade receberão imunoprofilaxia no próximo período de sazonalidade até o mês que completarem 1 ano de idade.

Imunização imediata

Como o anti-Rh é um anticorpo "pronto", ele não estimula o corpo a produzir anticorpos e, com isso, não gera memória imunológica. Ao injetar na grávida, ela já está automaticamente protegida.

Agora você pode fazer seus exames laboratoriais com a Beep utilizando seu plano de saúde.

Saiba mais

Beep Serviços Médicos Ltda.
CNPJ: 28.286.170/0001-01

Responsável técnico:
Dr. Vander Corteze
CRM 85363-1/RJ

Fale conosco

contato@beepsaude.com.br

RJ – 21 3577-3231
DF – 61 3181-0963
SP – 11 3042-1442
PR – 41 3500-8033

(2ª a 6ª das 08h às 19h,
sábado e domingo das 08h às 17h)

Acompanhe a Beep!
Baixe agora o nosso app