Vacina sem disponibilidade no momento.

Vacina contra Gripe (Quadrivalente) - 2022

A vacina contra a gripe já está disponível.

Baixe o app e agende

Vacina contra Gripe (Quadrivalente) - 2021

A vacina contra Gripe já está disponível para atendimentos.

COMPRAR NO APP

O que é a vacina da gripe?

A vacina da gripe é uma vacina que protege contra os vírus da gripe (Influenza).

A vacina de 2022 é diferente da vacina de 2021, com alteração de 50% das cepas. Lembra do surto de gripe no ano passado? Sua composição já traz a proteção contra a ação da cepa Darwin (H3N2). 


O que é a vacina da gripe?

A vacina da gripe é uma vacina que protege contra os vírus da gripe (Influenza).

A vacina de 2022 é diferente da vacina de 2021, com alteração de 50% das cepas. Lembra do surto de gripe no ano passado? Sua composição já traz a proteção contra a ação da cepa (H3N2). 


Preciso tomar a vacina da gripe de novo?

Como os anticorpos da vacina contra gripe diminuem com o passar do tempo, a imunização anual é essencial. Então, é simples: se você tomou a vacina contra gripe no ano passado, deve tomar neste ano também; se nunca tomou, sempre existe a primeira vez.

Preciso tomar a vacina da gripe de novo?

Como os anticorpos da vacina contra gripe diminuem com o passar do tempo, a imunização anual é essencial. Então, é simples: se você tomou a vacina contra gripe no ano passado, deve tomar neste ano também; se nunca tomou, sempre existe a primeira vez.

Diferenças na composição das vacinas contra gripe (Influenza) 2021 x 2022

2021

  A / Victoria / 2570/2019 (H1N1)pdm09

  A / Hong Kong / 2617/2019 (H3N2)

  B / Washington / 02/2019 (B/Victoria lineage)

  B / Phuket / 3073/2013 (B/Yamagata lineage)

2022

  A / Victoria / 2570/2019 (H1N1)pdm09

  A / Darwin / 9/2021 (H3N2)*

  B / Austria / 1359417/2021 (B/Victoria lineage)*

  B / Phuket / 3073/2013 (B/Yamagata lineage)

Legenda:

  Quadrivalente (rede privada)
  Trivalente (rede pública)

*Cepas que mudaram

Diferenças na composição das vacinas contra gripe (Influenza) 2021 x 2022

2021

  A / Victoria / 2570/2019 (H1N1)pdm09

  A / Hong Kong / 2617/2019 (H3N2)

  B / Washington / 02/2019 (B/Victoria lineage)

  B / Phuket / 3073/2013 (B/Yamagata lineage)

2022

  A / Victoria / 2570/2019 (H1N1)pdm09

  A / Darwin / 9/2021 (H3N2)*

  B / Austria / 1359417/2021 (B/Victoria lineage)*

  B / Phuket / 3073/2013 (B/Yamagata lineage)

Legenda:

  Quadrivalente (rede privada)
  Trivalente (rede pública)

*Cepas que mudaram

Indicações

A vacina da gripe é indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses.

Contraindicações

A vacina da gripe é contraindicada para pessoas que apresentaram alergia grave (anafilaxia) a algum componente da vacina ou a dose anterior.

Indicações

A vacina da gripe é indicada para todas as pessoas a partir de 6 meses.

 

Contraindicações

A vacina da gripe é contraindicada para pessoas que apresentaram alergia grave (anafilaxia) a algum componente da vacina ou a dose anterior.

Esquema de doses da vacina da gripe

Crianças entre 6 meses e 9 anos incompletos

Duas doses na primeira vez em que forem vacinadas, a chamada “primovacinação”, com intervalo de um mês. A revacinação deve ser anual. Para crianças menores de 3 anos, dependendo da bula do fabricante, a dose pode variar (0,25 ml ou 0,5 ml).

Crianças acima de 9 anos, adolescentes, adultos e idosos

Dose anual única.

Esquema de doses da vacina da gripe

Crianças entre 6 meses e 9 anos incompletos

Duas doses na primeira vez em que forem vacinadas, a chamada “primovacinação”, com intervalo de um mês. A revacinação deve ser anual. Para crianças menores de 3 anos, dependendo da bula do fabricante, a dose pode variar (0,25 ml ou 0,5 ml).

Crianças acima de 9 anos, adolescentes, adultos e idosos

Dose anual única.

 

 

 

 

Possíveis reações adversas da vacina da gripe

Reações muito comuns: dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção; dor muscular; mal-estar; cansaço; perda de apetite; irritabilidade; agitação; sonolência.

Reações comuns: tontura; náusea; vômito; diarreia; dor abdominal; dor nas articulações; suor excessivo.

Reações incomuns: hematoma e coceira no local da injeção; erupção cutânea semelhante a uma urticária.

Reações raras: aumento ou surgimento de gânglios próximos ao local de aplicação da vacina (linfadenopatia); reações alérgicas (incluindo reações anafiláticas); paralisia; inflamação do cérebro; síndrome de Guillain-Barré – caracterizada por fraqueza muscular de aparecimento súbito causada pelo ataque do sistema imunológico ao sistema nervoso periférico. Os sintomas iniciais são, geralmente, dor ou alterações de sensibilidade e fraqueza muscular, com início nas mãos e nos pés.

Possíveis reações adversas da vacina da gripe

Reações muito comuns: dor, vermelhidão e inchaço no local da injeção; dor muscular; mal-estar; cansaço; perda de apetite; irritabilidade; agitação; sonolência.

Reações comuns: tontura; náusea; vômito; diarreia; dor abdominal; dor nas articulações; suor excessivo.

Reações incomuns: hematoma e coceira no local da injeção; erupção cutânea semelhante a uma urticária.

 

Reações raras: aumento ou surgimento de gânglios próximos ao local de aplicação da vacina (linfadenopatia); reações alérgicas (incluindo reações anafiláticas); paralisia; inflamação do cérebro; síndrome de Guillain-Barré – caracterizada por fraqueza muscular de aparecimento súbito causada pelo ataque do sistema imunológico ao sistema nervoso periférico. Os sintomas iniciais são, geralmente, dor ou alterações de sensibilidade e fraqueza muscular, com início nas mãos e nos pés.

Cuidados antes, durante e após a aplicação da vacina contra gripe 

Febre

Se a pessoa apresentar febre até 24h antes da vacinação, é recomendado o adiamento até a melhora.

Síndrome de Guillain-Barré

Nos casos de síndrome de Guillain-Barré (SGB) até seis semanas após a dose anterior da vacina, é sugerida uma criteriosa avaliação médica antes de aplicar nova dose.**

Ocorrências

Ao apresentar ocorrências graves ou inesperadas depois da aplicação, o serviço que realizou a vacinação deve ser informado.

Tem alergia a ovo de galinha?

Você pode receber a vacina contra gripe ainda que apresente alergia a ovo de galinha. Apenas para aqueles que apresentam alergia grave (como anafilaxia), é recomendado que a vacinação aconteça em espaço com condições de atendimento, caso ocorra uma reação anafilática. Essas pessoas devem ficar em observação por pelo menos meia hora após a aplicação da vacina.


**Sabe-se que a síndrome de Guillain-Barré (SGB) pode ocorrer por mais de um motivo, mas, em raras ocasiões, seu surgimento coincidiu com a aplicação de uma vacina – nesses casos, surgiu entre um dia e seis semanas após a vacinação. Com exceção de uma vacina específica para gripe suína de 1976, todos os demais estudos que buscaram relação de causa entre vacinas Influenza e SGB obtiveram resultados contraditórios, alguns encontrando essa relação e outros não. Até hoje não foi confirmado se a vacina Influenza pode, de fato, aumentar o risco de recorrência da SGB em indivíduos que já tiveram o distúrbio. Também é importante saber que alguns vírus podem desencadear essa síndrome.

Cuidados antes, durante e após a aplicação da vacina contra gripe 

Febre

Se a pessoa apresentar febre até 24h antes da vacinação, é recomendado o adiamento até a melhora.

Síndrome de Guillain-Barré

Nos casos de síndrome de Guillain-Barré (SGB) até seis semanas após a dose anterior da vacina, é sugerida uma criteriosa avaliação médica antes de aplicar nova dose.**

Ocorrências

Ao apresentar ocorrências graves ou inesperadas depois da aplicação, o serviço que realizou a vacinação deve ser informado.

Tem alergia a ovo de galinha?

Você pode receber a vacina contra gripe ainda que apresente alergia a ovo de galinha. Apenas para aqueles que apresentam alergia grave (como anafilaxia), é recomendado que a vacinação aconteça em espaço com condições de atendimento, caso ocorra uma reação anafilática. Essas pessoas devem ficar em observação por pelo menos meia hora após a aplicação da vacina.


**Sabe-se que a síndrome de Guillain-Barré (SGB) pode ocorrer por mais de um motivo, mas, em raras ocasiões, seu surgimento coincidiu com a aplicação de uma vacina – nesses casos, surgiu entre um dia e seis semanas após a vacinação. Com exceção de uma vacina específica para gripe suína de 1976, todos os demais estudos que buscaram relação de causa entre vacinas Influenza e SGB obtiveram resultados contraditórios, alguns encontrando essa relação e outros não. Até hoje não foi confirmado se a vacina Influenza pode, de fato, aumentar o risco de recorrência da SGB em indivíduos que já tiveram o distúrbio. Também é importante saber que alguns vírus podem desencadear essa síndrome.

Tem alergia? Confira do que a vacina da gripe é feita

Vale destacar que a vacina contra Influenza é inativada – quando a fabricação da vacina é à base do vírus morto – e, por isso, não pode causar a doença (gripe).

A vacina contra gripe é composta por proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza – elas são definidas ano a ano sob orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essas cepas são cultivadas em ovos de galinha, portanto, contêm traços de proteínas do ovo.

A vacina trivalente contém duas cepas do vírus A e uma cepa de vírus B. A vacina quadrivalente possui duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B.

Quando a apresentação é monodose, ou seja, em seringas prontas com doses individuais (como as vacinas administradas pela Beep), a vacina não possui conservantes. Já a apresentação multidose, como acontece com outras vacinas, contém timerosal (derivado do mercúrio) como conservante.

Pode incluir traços de formaldeído e antibióticos (geralmente gentamicina ou neomicina), utilizados durante a fabricação para prevenir contaminação por germes. Também contém cloreto de sódio e água para injeção.

Tem alergia? Confira do que a vacina da gripe é feita

Vale destacar que a vacina contra Influenza é inativada – quando a fabricação da vacina é à base do vírus morto – e, por isso, não pode causar a doença (gripe).

A vacina contra gripe é composta por proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza – elas são definidas ano a ano sob orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). Essas cepas são cultivadas em ovos de galinha, portanto, contêm traços de proteínas do ovo.

A vacina trivalente contém duas cepas do vírus A e uma cepa de vírus B. A vacina quadrivalente possui duas cepas de vírus A e duas cepas de vírus B.

Quando a apresentação é monodose, ou seja, em seringas prontas com doses individuais (como as vacinas administradas pela Beep), a vacina não possui conservantes. Já a apresentação multidose, como acontece com outras vacinas, contém timerosal (derivado do mercúrio) como conservante.

Pode incluir traços de formaldeído e antibióticos (geralmente gentamicina ou neomicina), utilizados durante a fabricação para prevenir contaminação por germes. Também contém cloreto de sódio e água para injeção.

FAQ

Qual é a eficácia da vacina da gripe?

A eficácia da vacina da gripe vai depender de diversos fatores, como: idade e se as cepas desse imunizante vão ser parecidas com as que vão circular durante o ano. Sobre esse último caso, segundo a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), quando acontece uma maior coincidência, a eficácia pode ser de 70% a 80%. Contudo, independentemente de qual é a porcentagem, o ideal é sempre aplicar a vacina para se proteger.


Quem está gripado pode tomar a vacina da gripe?

A pessoa que está gripada deve esperar mais um tempo antes de tomar a vacina da gripe. Essa orientação também é válida para quem está com febre ou outras doenças agudas, como: infecção gastrointestinal, pneumonia, entre outras.


Quem toma a vacina da gripe pode ficar resfriado?

A pessoa que recebe a vacina da gripe pode ficar resfriada (doença semelhante à gripe, porém causada por vírus diferentes e com sintomas mais brandos) e, até mesmo, adquirir gripe. O imunizante vai diminuir o tempo de duração dos sintomas da gripe e a possibilidade de que ela se agrave.


Quanto tempo a vacina da gripe demora para fazer efeito?

A vacina da gripe começa a fazer efeito em cerca de 2 semanas. Esse é o tempo necessário para começar a produção de anticorpos induzidos pela vacina.


Por que é preciso tomar a vacina contra gripe todo ano?

É preciso tomar a vacina contra gripe todo ano porque os anticorpos dessa vacina diminuem com o passar do tempo. Outro motivo é que as cepas sempre são atualizadas, conforme a orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS). No caso da campanha de vacinação da gripe 2022, por exemplo, ela traz a proteção contra a ação da cepa Darwin.

Beep Serviços Médicos Ltda.
CNPJ: 28.286.170/0001-01

Responsável técnico:
Dr. Vander Corteze
CRM 85363-1/RJ

Fale conosco

contato@beepsaude.com.br

RJ – 21 3577-3231
DF – 61 3181-0963
SP – 11 3042-1442
PR – 41 3500-8033
ES – 27 3221-1302
PE – 81 3201-9037

(De domingo a domingo,
das 6h às 21h)

Acompanhe a Beep!
Baixe agora o nosso app

Beep Serviços Médicos Ltda.
CNPJ: 28.286.170/0001-01

Responsável técnico:
Dr. Vander Corteze
CRM 85363-1/RJ

Beep Saúde
Produtos e Serviços
Fale conosco

contato@beepsaude.com.br

RJ – 21 3577-3231
DF – 61 3181-0963
SP – 11 3042-1442
PR – 41 3500-8033
ES – 27 3221-1302
PE – 81 3201-9037

(De domingo a domingo,
das 6h às 21h)

Acompanhe a Beep!
Baixe agora o nosso app

Beep Serviços Médicos Ltda.
CNPJ: 28.286.170/0001-01

Responsável técnico:
Dr. Vander Corteze
CRM 85363-1/RJ

Beep Saúde
Produtos e Serviços
Fale conosco

contato@beepsaude.com.br

RJ – 21 3577-3231
DF – 61 3181-0963
SP – 11 3042-1442
PR – 41 3500-8033
ES – 27 3221-1302
PE – 81 3201-9037

(De domingo a domingo,
das 6h às 21h)

Acompanhe a Beep!
Baixe agora o nosso app