Catapora: Saiba tudo sobre a doença e como tratar.

Catapora: Saiba tudo sobre a doença e como tratar

Desconforto, coceira e febre. Descubra o que é a catapora e como tratar


Causada pelo vírus varicela-zoster, a varicela, conhecida como catapora, é uma doença comum na infância. Ela provoca bolhas avermelhadas, coceira e é altamente contagiosa para quem nunca teve ou quem nunca tomou a vacina contra varicela. Geralmente, costuma ser benigna e sem maiores riscos.


catapora


Uma das doenças mais comuns na fase infantil, normalmente a catapora atinge crianças com até 10 anos. Para se prevenir contra a catapora, a melhor maneira é recebendo a vacina tetravalente viral ou a vacina contra varicela, na data correta do Calendário de Vacinação Infantil, ambas protegendo contra a catapora.


Após se contaminar a primeira vez, raramente a pessoa terá novamente a doença da catapora. Porém, o vírus fica alojado no organismo e pode ser reativado em uma idade mais avançada, causando a doença herpes-zóster.


Clique aqui para saber mais sobre essa doença!


Se um adulto nunca teve catapora e tem contato direto com alguém contaminado com o vírus varicela-zóster, irá desencadear primeiramente a catapora.

Como a catapora é transmitida?


A catapora geralmente é uma doença benigna, mas com um alto nível de contágio. A transmissão ocorre por meio do contato direto com as lesões de pele ou por secreções respiratórias, como tosse e espirro.


Visto que a doença é altamente contagiosa, é recomendado que a pessoa se ausente da escola ou do trabalho até que haja cicatrização (formação de “casquinha”) de todas as lesões cutâneas. A pessoa que está com catapora pode contaminar outras pessoas alguns dias antes de aparecerem os sintomas, inclusive.

Quais são os sintomas?


Os primeiros sintomas da catapora, são:

  • Febre;
  • Mal-estar;
  • Dor de cabeça;
  • Dor de barriga;
  • Falta de apetite;
  • Cansaço.

catapora


Após alguns desses sintomas surgirem, começam a aparecer as pintinhas vermelhas que se transformam em vesículas (pequenas bolhas), geralmente na cabeça, evoluindo para todo o corpo, causando muita coceira. Em seguida, essas bolhas começam a virar crostas (fase de cicatrização).

Uma das principais complicações da catapora ocorre devido ao ato de coçar, pois, pode gerar infecção bacteriana nas lesões.

Quanto tempo dura a catapora?


A catapora dura, em média, entre 5 e 10 dias, mas pode chegar até duas semanas. Os sintomas iniciais da doença aparecem, normalmente, entre 1 e 2 dias antes das manchas vermelhas começarem a aparecer pelo corpo.

Posso pegar catapora duas vezes?


Apesar de serem raros os casos, pode sim. Mas, o que acontece normalmente é a pessoa pegar o vírus e desenvolver a catapora uma vez e depois, mais velho e havendo queda na imunidade, o mesmo vírus que já estava alojado no organismo, se manifestar novamente ocasionando o herpes-zóster.

Como tratar a catapora?


Se você procurar atendimento médico ainda na fase inicial da doença, poderá ser prescrito um medicamento para aliviar os sintomas principais. A catapora costuma desaparecer sozinha sem precisar de um tratamento mais específico, apenas descanso e isolamento até que melhore. Em alguns poucos casos, pode ser necessária uma medicação antiviral que deve ser prescrita após avaliação médica.


Evitar ao máximo coçar as feridas, ajuda a não gerar infecções e ferimentos. Além disso, um médico pode recomendar alguma medicação própria para aliviar a coceira, e banho com sabonetes específicos que ajudam no tratamento.


Lembre-se de que somente um médico pode e deve indicar algum remédio para o tratamento da doença. Nunca se guie por opiniões de terceiros nem se medique por conta própria.

Vacinas contra catapora


As vacinas recomendadas para prevenção da catapora, são duas: vacina contra varicela e vacina tetravalente viral.



Vacina Varicela

  • Esta vacina é feita com vírus vivos enfraquecidos que protegem contra a infecção ocasionada pelo vírus varicela-zóster. Prevenindo a catapora, a aplicação é realizada por via subcutânea e é disponibilizada aqui na Beep Saúde, além de ser encontrada também em clínicas particulares e no SUS;
  • É recomendada como rotina para crianças a partir dos 12 meses, mas pode ser indicada para bebês a partir de 9 meses em casos de surto da doença. É aconselhável que todas as crianças, adolescentes e adultos que ainda não tiveram catapora recebam a vacina para se protegerem;
  • As Sociedades Brasileiras de Pediatria e de Imunizações recomendam 2 doses, a primeira aos 12 meses e a segunda dose entre 15 e 24 meses. Crianças mais velhas, adolescentes e adultos devem tomar duas doses com um intervalo de 1 a 2 meses;
  • A Vacina Varicela é contraindicada para pessoas com histórico de anafilaxia após dose anterior ou a algum componente da vacina, mulheres gestantes e pessoas com alterações do sistema imunológico devido a alguma doença ou tratamento imunossupressor. Na dúvida, é aconselhável consultar um médico para verificar se é indicado ou não tomar a vacina.

Clique aqui para saber mais sobre a Vacina Varicela

Vacina Tetravalente Viral


  • Esta vacina é mais conhecida como tetra viral e é feita de vírus vivos e enfraquecidos que protegem contra Sarampo, Rubéola, Caxumba e Catapora. A aplicação é realizada por via subcutânea e disponibilizada aqui na Beep Saúde, além de estar disponível em clínicas particulares e no SUS;
  • Recomendada como rotina para crianças a partir dos 12 meses de idade, pode ser indicada para bebês a partir de 9 meses em caso de surto de uma das 4 doenças. É aconselhável que todas as crianças, adolescentes e adultos que ainda não tiveram as quatro doenças recebam a vacina para se protegerem;
  • As Sociedades Brasileiras de Pediatria e de Imunizações recomendam duas doses da vacina tetra viral (ou vacinas separadas: tríplice viral e varicela) para crianças, com intervalo de 3 meses: a primeira dose aos 12 meses e a segunda dose entre 15 e 24 meses. Crianças mais velhas, adolescentes e adultos devem tomar duas doses com intervalo de 1 a 2 meses;
  • A vacina tetra viral é contraindicada para mulheres gestantes, pessoas com histórico de anafilaxia após dose anterior ou a algum componente da vacina e pessoas com alteração do sistema imunológico devido a alguma doença ou tratamento imunossupressor. Na dúvida, é aconselhável consultar um médico para verificar se é indicado ou não tomar a vacina.

Clique aqui para saber mais sobre a Vacina Tetravalente Viral

Catapora tem cura?


A catapora costuma ter uma alta taxa de cura, pois os casos mais comuns são aqueles que não apresentam maiores complicações, por isso têm uma boa perspectiva de melhora.


catapora


Quais são as complicações da catapora?


A catapora pode ser uma doença com maior gravidade principalmente em bebês, adultos, pessoas que tenham o sistema imunológico fraco e mulheres grávidas. Apesar de ser uma doença benigna na maioria das vezes, a catapora pode levar a casos graves, mesmo que raros.

Algumas complicações, como celulite, pneumonia, otite e até meningite, podem acontecer e causar sintomas mais sérios que precisam de mais atenção.


Se, junto às queixas habituais, surgirem dores e inchaço nas feridas da pele, falta de ar e febre persistente, é necessário procurar um atendimento médico com urgência.

Importante:

Não se automedique! Procure uma emergência ou um médico especialista assim que os sintomas surgirem. E para tirar suas dúvidas referente aos exames e vacinas necessárias, é só clicar aqui para baixar o app da Beep Saúde!


Ah, aproveite para seguir a gente nas nossas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na Onda Verde no nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂


Ah, e se algum pequeno próximo a você já teve catapora, conta pra gente nos comentários como foi? Assim, você vai contribuir para ajudar outras pessoas que querem mais informações sobre a doença.



Fontes:


Minha vida | SBD | Drauzio Varella | Tua Saúde | UOL | Manual MSD | Veja Saúde | Rede Dor