Uso de tela pelo olhar profissional de Roberta Mellin

Um dos assuntos muito debatidos em grupos de mães é: o uso de tela! O que significa a constante negociação entre pais e filhos com a permanência em celulares, Ipads, televisão e jogos eletrônicos. Essa questão ganha ainda mais força e gera inúmeras dúvidas em tempos de quarentena, quando estamos todos confinados e a maioria das crianças se encontra privada de suas atividades ao ar livre. A este cenário, somam-se as atividades escolares, que sofreram enorme impacto com a nova versão “homeschooling”( ensino à distância), que nada mais é do que assistir às aulas em casa por meio de uma… tela!  Conversamos com Roberta Mellin para entender melhor o uso da tecnologia entre adultos e crianças em tempos de quarentena.  Uso de Tela por Roberta Mellin

Quem é Roberta Mellin?

Jornalista, palestrante, tem mestrado em roteiro e é mãe – sendo esta última “função” sua principal motivação para se embrenhar no universo da tecnologia adquirindo conhecimentos sobre o tema e o seu reflexo nas relações.  “Por falar em relações, desde que começou a pandemia do novo coronavírus – que coloca famílias e amigos em distanciamento – percebemos melhor o valor de um abraço, da troca de olhar e da energia acompanhados da linguagem corporal, que faz enorme diferença no contato entre as pessoas”, afirma Roberta.  E aí, a tecnologia que até então separava as pessoas, está sendo a principal ferramenta de união, mas ao mesmo tempo mostra como o toque, tão peculiar ao contato físico, faz falta.

O aumento do uso de tela na quarentena

Não à toa, o uso de tela tem crescido nesse período, tanto entre crianças quanto entre adultos – estudos mostram que nos EUA já houve um aumento de 50% do uso de tela entre crianças. Nós, adultos, também estamos recorrendo mais aos celulares, computadores, Ipads, TV, etc. Seja para ver amigos ou familiares, assistir a filmes ou séries, aprender novas receitas culinárias, assim como manter o trabalho em dia nas mil video calls diárias do modelo home office.

Como a indústria favorece o alto uso de tela?

A indústria de games e entretenimento digital, no geral, lança novidades diariamente no mercado. A cada dia que passa, este mercado entende mais o funcionamento psicológico de todos nós, usuários, como nossos desejos podem ser manipulados e instigados e, portanto, de como elevar a nossa dopamina – o hormônio do prazer. E, agora, com o aval do mundo em quarentena, a maioria está usando a pandemia como desculpa, fechando os olhos para o indevido uso de tela.

Como criar rotina do uso de tela saudável para as crianças? 

Planejamento é a palavra de ordem. Para a Roberta, nada melhor do que combinar com os filhos uma rotina planejada que intercale as atividades manuais com o uso de tela saudável. Muitos pais estão trabalhando absurdamente neste período de isolamento social e mal têm tempo para nada, e isso é mais um motivo para elaborar essa rotina. Coloque em uso os jogos que reúnam a família: jogos de carta, tabuleiro, quebra-cabeça, memória e por aí vai! Brincar é se desenvolver. Está provado cientificamente. Crianças precisam brincar. Levar as crianças para a cozinha também é ótima pedida: elas costumam adorar fazer parte do processo de preparo de uma receita. Quando a noite cair, uma boa leitura é ótima para desacelerar e preparar para uma boa noite de sono. Use a criatividade, converse com as crianças e dê o exemplo.

Dicas bacanas para o uso de tela

Roberta ressalta que “A tecnologia não é uma vilã” e, numa comparação com o álcool, ela afirma que o problema não é a bebida, mas sim o mau uso. Por isso, ela ressalta a importância dos pais estarem atentos, acompanhando os filhos nessa relação com o uso da tecnologia. Ela está aí para ser usada, mas de forma que construa, eduque e conecte. Roberta, por exemplo, sugere que os pais façam uma visita virtual a um museu, vídeochamada com parentes e amiguinhos da escola. Outra dica muito boa que ela deu é tentar engajar a família em algum movimento de solidariedade para ajudar pessoas que estão em dificuldade nesta pandemia – dando às crianças a noção de ajudar o próximo e usar a tecnologia também com este objetivo.  Uso de Tela na quarentena

Aplicativos de controle parental

Eles são indispensáveis para que os pais acompanhem a navegação dos filhos de perto. Roberta destaca alguns muito bacanas como o Bosco, que avisa os aplicativos que foram baixados, se aparecerem imagens indevidas, conteúdo inapropriado, além do tempo de tela, que é programável.  Quase todos os apps do tipo têm GPS (que não é necessário no momento pra maioria), controle do tempo e dos apps instalados. Roberta destaca: Fami Safe, Kidlogger, Our Pact, Screen Time, Securly, Google Family Link, entre outros.  Uso de Tela na quarentena

Mensagem da Roberta

“Desde que começou a pandemia da Covid-19, percebemos o valor de um abraço, um olhar. A presença física, a troca de energia e linguagem corporal fazem diferença num relacionamento. Nós já sabíamos, mas não dávamos o devido valor. Trocávamos uma visita a um recém-nascido por uma curtida no instagram. Somos seres adaptáveis, inteligentes e cheios de amor. Estamos conectados ao próximo e com isso aprendemos. A dor, como já diziam nossos sábios antepassados, nos faz crescer. A tecnologia que um dia nos separou, agora nos une e faz perceber o valor real do toque. Fico preocupada quando vejo que há um conformismo e que a corda da flexibilidade se estende ao ponto de deixarmos as crianças desatendidas. Somos pais e temos um compromisso de educar, de tentar fazer o melhor. Não somos perfeitos e erramos, claro. Vão ter dias de mais uso de telas e outros de menos uso, mas temos o dever de buscar atividades extra tela, de olhar no olho, de entender como estão se sentindo nesse momento, de jogar junto, brincar, de dar papel e lápis de cor nas mãos, de estar presentes – moeda que tanto estamos dando valor nesse momento. Vamos mostrar ao mundo que não perdemos nossa humanidade, que sairemos dessa fortalecidos, mais solidários, empáticos e dando valor ao relacionar com energia, com intenção”. Quer saber mais? Acompanhe o perfil da Beta no Instagram!