Você já se imaginou trabalhando em um lugar que ama? Muito provavelmente a resposta é “sim”. Todos nós temos uma marca do coração, um produto ou serviço que não há igual no mundo, que achamos melhor do que qualquer outro. E todos nós, ou pelo menos a maioria, já idealizamos como seria trabalhar para criar projetos incríveis na empresa que admiramos. Pode parecer um sonho distante, mas hoje vamos contar a história de algumas funcionárias que, muito antes de fazer parte do time verde, eram clientes Beep encantadas pelo padrão de atendimento.

O “match” perfeito


Hoje Analista de Relacionamento Comercial, a Belle Paiva costuma brincar que sua entrada na empresa foi um verdadeiro “match”, já que foi procurada pelo RH bem no Dia dos Namorados do ano passado. Cliente Beep desde 2018, antes disso a Belle levava seu filho para se vacinar no consultório do pediatra, na Barra da Tijuca. Morando em Jacarepaguá e trabalhando no Centro, a logística em dia de vacina era um transtorno para ela. Quando descobriu o nosso aplicativo, por indicação da sua prima pediatra, ela achou uma boa ideia ter comodidade e praticidade.

Em sua maioria mães, nossas clientes sempre prezam por um atendimento primoroso quando o assunto é a vacinação de seus filhos. Afinal, a gente sabe que é um momento delicado, em que o coração fica nas mãos. E a Belle diz que, desde o primeiro atendimento, ficou maravilhada. “Hoje a gente ouve falar do ‘jeitinho Beep’, mas na época eu não conhecia, então fiquei impressionada com a paciência das técnicas, como elas têm jeito com as crianças. Meu filho era bebê e quase não sentia dor, elas levavam os dispositivos, deixavam eu amamentar enquanto ele tomava a vacina… foi todo um diferencial que eu não achava nos outros lugares”. Sem pensar duas vezes, optou pela vacinação domiciliar feita pela Beep. Quando o RH ligou para ela e disse que ia explicar sobre a marca, Belle logo interviu: “Para tudo! Não precisa nem explicar, porque eu amo a Beep (risos)!”. 

A transição e adaptação para a empresa foi muito fácil, porque ela diz que sempre quis trabalhar em uma área alinhada com o seu estilo de vida. Hoje, considera um privilégio poder se comunicar com outras mães e com médicos que atendem filhos de outras pessoas. “Eu fiquei torcendo muito para conseguir a vaga! E acredito que se identificar com o lugar em que a gente trabalha é o primeiro passo para o sucesso”, finaliza a analista.

Amor à primeira vista… e até hoje


Recém-chegada na Beep, a Analista de RH, Vanessa Torres, tem uma trajetória parecida de cliente satisfeita à funcionária realizada. Ela conheceu o aplicativo há pouco mais de um ano, idade da sua bebê Manuela. Por indicação do seu pediatra, fez o agendamento e se encantou desde o primeiro momento: “Eu senti um cuidado diferenciado, tanto no pré quanto no pós-vacina”. 
Segundo Vanessa, sua filha sempre ficava com muito medo em dias de vacinação (e ela também!), mas viu que o “jeitinho Beep” era especial. “Eu senti um acolhimento por parte da técnica e uma empatia muito forte, então fiquei fascinada com a marca! E aí eu comecei a seguir nas redes sociais e me apaixonei de vez”, comenta.

Inclusive, foi pelo Linkedin que ela ficou sabendo da vaga e se candidatou imediatamente: “Eu pensei: quero fazer parte dessa família”. Há menos de um mês na casa, a analista considera trabalhar na Beep uma confirmação de tudo que experimentou no primeiro dia de atendimento. “Os meus olhos brilharam lá no início e até agora tem sido isso que eu tenho vivenciado. Eu acordo disposta a fazer um bom trabalho, porque quero que outros pais tenham a mesma experiência que eu tive”, conclui, com um sorriso no rosto.

De São Paulo à Glória


Com uma história um pouco diferente, mas igualmente singular, a engenheira de produção Clara Napoleão conheceu a marca em um grupo de mães, em São Paulo. Seu filho precisava tomar algumas vacinas e ela quis ver “como era essa tal de Beep”. Como a maioria dos clientes, se encantou. Aí, a vida deu uma reviravolta e ela fechou seu negócio próprio na capital paulista. Mudou-se para o Rio de Janeiro e começou a procurar um novo emprego, até que encontrou a Beep no LinkedIn. Reconheceu a marca e ficou interessada, porque começou a ver a Beep com outros olhos, como um lugar de trabalho muito legal.

Ela foi atrás de uma vaga, entrou em contato com o líder de Operações e com a responsável de RH na época, abriu o coração e contou sua trajetória. “Eu sou mãe, meu filho vacina pela Beep, eu gosto muito do cuidado de vocês com ele e acho que ter uma mãe na equipe vai trazer outro olhar”, disse. E trouxe mesmo! Há oito meses trabalhando como Analista de Suprimentos, ela se sente realizada na área onde realmente queria trabalhar. “Já era uma empresa que eu gostava como cliente, mas como parte do time passei a admirar mais ainda. Eu vejo o respeito e compreensão que a Beep tem comigo não só como funcionária, mas como mãe. Isso ganhou meu coração. Sou muito feliz”, comenta.
Independentemente da forma como chegaram até aqui, o que une essas pessoas é a vontade de contribuir para o funcionamento e crescimento de uma empresa inspiradora e única. No final do dia, como clientes ou funcionárias, todas querem a mesma coisa: receber e entregar as melhores experiências em serviços de saúde.
Gostou do conteúdo? Compartilhe com quem também pode curtir o tema! Ah, não se esqueça de ver as nossas vagas aqui. E conheça mais sobre a Beep no nosso Instagram e LinkedIn.
Você é cliente Bradesco? Você é cliente Amil? Vacina Tríplice Bacteriana – Reações da vacina