Localizada no pescoço, logo abaixo do pomo-de-adão (conhecido popularmente como gogó), a tireoide é uma glândula em formato de uma borboleta, e sua principal função é regular o funcionamento de órgãos essenciais do corpo humano. Quando sofre alterações, ela pode afetar todo o corpo. Neste artigo, você entenderá mais sobre o que é o hipertireoidismo e o hipotireoidismo, quais são as principais diferenças, os sinais e sintomas, e mais. Confira!
uma ikustração mostrando como é a tireoide - Hipotiroidismo e Hipertiroidismo

Qual a função da tireoide?


A tireoide é a responsável por manter os órgãos essenciais – como cérebro, coração, rins e fígado – em bom funcionamento. Além disso, ela também é a responsável por produzir o T3 (triodotironina) e T4 (tiroxina), hormônios que servem para regular determinados processos do organismo, como o metabolismo celular.
A glândula também atua em alguns processos ao longo da vida, como:
  • Crescimento e desenvolvimento na infância e adolescência;
  • Regulação dos ciclos menstruais;
  • Fertilidade;
  • Peso;
  • Memória;
  • Concentração;
  • Humor; 
  • Controle emocional.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), em média,10% das mulheres com idade acima de 40 anos, e 20% das mulheres com idade acima dos 60 anos, apresentam problemas na tireoide. Entretanto, os casos não se restringem apenas a essa faixa etária e gênero: é preciso que todos estejam atentos caso haja suspeita de alterações dessa glândula.

Qual a diferença entre hipertireoidismo x hipotiroidismo?


O hipertireoidismo e hipotireoidismo são sinais de que pode haver algo de errado com a produção de hormônios da tireoide. Por isso, é sempre importante investigar caso haja suspeita. Mas qual a diferença entre eles?
No caso do hipertireoidismo, ele acontece quando a glândula da tireoide produz mais hormônios do que o necessário para o organismo, podendo ocasionar alguns problemas de saúde, como: insuficiência cardíaca, batimentos cardíacos acelerados e osteoporose.
Os principais sinais e sintomas do hipertireoidismo são: 
  • Dificuldade de dormir;
  • Aceleração dos batimentos cardíacos;
  • Intestino solto;
  • Agitação;
  • Muita energia, apesar de muito cansaço;
  • Queda de cabelos;
  • Calor e suor exagerado;
  • Menstruação irregular, entre outros.
Enquanto isso, o hipotireoidismo ocorre exatamente ao contrário, quando a tireoide produz uma quantidade de hormônios inferior às necessidades do organismo. De acordo com a SBEM, o hipotiroidismo afeta de 8% a 12% da população brasileira, principalmente mulheres e idosos.
Os principais sinais e sintomas do hipotireoidismo, são:
  • Depressão;
  • Desaceleração dos batimentos cardíacos;
  • Intestino preso;
  • Menstruação irregular;
  • Diminuição da memória;
  • Cansaço excessivo;
  • Dores musculares;
  • Sonolência excessiva;
  • Pele seca;
  • Queda de cabelo;
  • Ganho de peso;
  • Aumento do colesterol no sangue, entre outros.

Como tratar a tireoide?


O tratamento da tireoide depende do tipo de nódulo (caroço arredondado geralmente com mais de 1cm de diâmetro) ou cisto (lesão quando há um acúmulo de líquido em uma cavidade fechada), bem como de quando a glândula está hipoativa ou hiperativa. O diagnóstico pode ser por exames de sangue ou exames de imagem, informando a melhor maneira de melhorar o quadro.
Um médico especialista pode recomendar como tratamento a reposição hormonal com remédio para regular o funcionamento da glândula. Em casos de maior gravidade, pode ser necessário tratamento cirúrgico.

E quais exames detectam a tireoide?


Uma das maneiras de investigar possíveis alterações de hipertireoidismo e hipotireoidismo é por meio de exames laboratoriais. Eles identificam se há irregularidade na glândula da tireoide e analisam os níveis dos hormônios TSH, T4 total e/ou livre e T3 e/ou livre.
Leia também: exame de tireoide: o que é, para que serve e quando fazer?

Acompanhamento médico


Agora que você já sabe o que é tireoide, e a diferença entre o hipotireoidismo e hipertireoidismo, lembre-se que é essencial fazer o acompanhamento com um médico de confiança para dar início ao tratamento e verificar a evolução e melhora do quadro, caso seja confirmado o diagnóstico.

Importante:


Aqui na Beep, você pode tirar suas dúvidas e fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar aqui para baixar! Faça tudo no conforto da sua casa, de domingo a domingo e sem pagar taxa domiciliar!
Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂
Compartilhe com a gente sua experiência com a hipotireoidismo e hipertireoidismo! Assim, você vai poder ajudar outras pessoas que procuram por mais informações.