Tosse alérgica: como identificar e qual o tratamento

Tosse alérgica: o que causa e como ela é?

A tosse alérgica representa alguma irritação nas vias aéreas ou pulmões, causada por uma alergia respiratória, que é geralmente ocasionada após o contato com alguns tipos de substâncias alérgicas, como: poeira, pelo de animais (normalmente de gatos e cachorros), pólen, fumaça de cigarro, perfume, produtos de limpeza, entre outros.


Quando a pessoa entra em contato com essas substâncias alergênicas, nosso organismo ativa células específicas, com produção do anticorpo conhecido como imunoglobulina (IgE). Por isso, é provocada uma reação inflamatória causando a tosse.
um homem coberto com uma manta azul enquanto está tossindo
Pessoas que costumam ter tosse alérgica tendem a ter rinite, sinusite ou asma, por exemplo. Além disso, a tendência é que durante o inverno e outono o surgimento desse tipo de tosse seja mais comum, devido à mudança de temperatura.

Características da tosse alérgica


Geralmente a tosse é seca e persistente, sem outro tipo de secreção, sugerindo ser devido a alguma alergia. É aquele tipo de tosse que irrita a garganta e acontece várias vezes ao dia, muitas vezes causando até ânsia de vômito. Durante a noite costuma ser pior, podendo surgir repetidamente, causando a sensação de que não vai parar.
Muitas vezes as pessoas têm algum tipo de alergia respiratória que ainda não foi diagnosticada. Portanto, se a tosse for persistente e virar algo recorrente, é recomendável procurar um alergologista para ser examinado, identificar a causa e iniciar o tratamento.

Veja também – Coriza: Saiba mais sobre um dos sinais de doenças respiratórias


Quanto tempo dura a tosse alérgica?


A duração da tosse depende do estágio em que está a inflamação das vias respiratórias. A tosse aguda pode durar até 3 semanas; a tosse subaguda costuma durar de 3 a 8 semanas; já a tosse crônica, tem duração maior, ultrapassando 8 semanas.
Quando a tosse persiste por mais de 3 semanas, é recomendado procurar um especialista para investigar a causa.

Tratamento


Após a consulta com um especialista e a identificação da causa, o ideal é evitar contato com as substâncias que provocam a alergia, além da ingestão adequada de água, que ajuda pela hidratação do muco, contribuindo para redução da tosse.
Os xaropes caseiros, mel, própolis e medicamentos próprios para tosse também ajudam e são recomendados para aliviar o sintoma, de acordo com a prescrição médica.

Diagnóstico para tosse seca


É muito importante a história clínica e exame físico para diagnóstico da tosse. Os principais exames complementares incluem, raios-X de tórax e eventualmente dos seios da face, dosagem de anticorpos alérgicos no sangue, prova de função pulmonar, entre outros, a depender das características da tosse. (obs.: espirometria = prova de função pulmonar).

Por que a tosse piora durante a noite?


Quando estamos deitados, pode ocorrer um gotejamento pós-nasal, estimulando a tosse. Além disso, quando existe algum agente causador da alergia no quarto, devido ao contato mais intenso e por mais horas, estimula mais a tosse.
uma mulher deitada com uma mão sobre seu peito e a outra na boca enquanto tosse

Veja também – Tuberculose: transmissão, sintomas e como tratar0


Tosse persistente


Muitas vezes a tosse alérgica pode se confundir com outras causas, devido à tosse ser seca e persistente. Algumas doenças que podem causar, também, esse sinal são:
  • Refluxo gastroesofágico ou gastrite: geralmente causa a tosse seca após a ingestão de alimentos que causam refluxo na pessoa, gerando gosto amargo e ácido na boca;
  • Tabagismo: o consumo constante de cigarro causa irritação na garganta, ocasionando uma tosse persistente e com secreção;
  • Asma: tosse seca também é um sinal frequente e neste caso pode gerar falta de ar;
  • Tuberculose: a tosse dessa doença, além de ser persistente e seca, também pode vir associada a sangue, sendo necessário acompanhamento médico.

A tosse alérgica tem cura?


A tosse alérgica deve ser investigada para identificar qual é o problema específico e iniciar o devido tratamento. Procure um médico especialista, assim que a tosse persistir e não melhorar com o tratamento inicial.

Importante:


Você pode tirar suas dúvidas e fazer os agendamentos dos exames e vacinas desejados diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar aqui para baixar!
Ah, aproveite para seguir a gente nas nossas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂
Conta aqui pra gente o que você costuma fazer quando a tosse ataca! Assim, você contribui para ajudar outras pessoas que procuram por mais informações.
Fontes:
Ministério da Saúde | Sociedade Paulista de Pediatria | Tua Saúde | Drauzio Varella | Minha Vida | Pneumologista Dr. Mauro Gomes