Quando tiramos esta foto para registrar a maternidade tripla na família Beep, mal sabíamos o que estava por vir. Essas são Daniele Echeverry, Ana Luisa Santos e Amanda Junqueira. As três engravidaram pertinho uma da outra e precisaram adotar o modelo de trabalho remoto assim que a pandemia chegou ao Brasil, em março do ano passado, resguardando a saúde delas e dos bebês.

Elas são mães de primeira viagem e vivenciaram a experiência da maternidade em um cenário totalmente novo: no meio de uma pandemia. Mas toda mulher que se torna mãe ganha uma força quase mágica para enfrentar as adversidades da vida, cada uma no seu estilo.
Conversamos com elas para entender como foi a volta ao trabalho. Além do desafio da separação dos bebês ao longo do dia, elas se depararam com uma “nova Beep”, já que a empresa cresceu num ritmo acelerado nesse período de licença.

A maternidade da Ana


Do trio, Ana Luisa foi a primeira a ter o seu bebê: o Caio nasceu em maio. Na sua área – Central de Relacionamento -, saber tudo sobre a Beep é fundamental para que todos os clientes tenham suas dúvidas esclarecidas com sucesso. Quando ela retornou à Beep, além do seu time ter crescido significativamente, teve que aprofundar o seu conhecimento sobre o novo negócio da empresa: exames laboratoriais em casa.

“Foi uma nova adaptação. Busquei aprender e me envolver ao máximo para ficar na mesma página que todos”



Paralelamente, enfrentou o desafio de criar uma rede de apoio para cuidar do Caio, pois, no último minuto, não pode contar com a profissional que havia contratado para a função. “A sorte é que a minha mãe está trabalhando no esquema remoto e pode assumir a responsabilidade de ficar com o meu filho, dividindo a tarefa com outros familiares sempre que necessário”.
Profissionalmente, Ana afirma que a maternidade trouxe mudanças positivas: “É inevitável trazer o nosso olhar e experiência como mãe, principalmente por eu trabalhar diretamente com o NPS. Sinto que minha empatia aumentou ainda mais, o que facilita muito meu contato com os clientes – mães, na sua maioria”. Ela aproveitou para refletir o misto de sentimentos e emoções das mães que retornam ao trabalho: “Ao mesmo tempo que senti felicidade ao retomar o meu papel como profissional, me culpei bastante por não ter mais tanto tempo com meu filho. Sabia que perderia momentos importantes na vida dele, como agora que ele começou a andar”. Por isso, ela garante que amar o que faz está sendo fundamental neste momento.

Dani conta com rede de apoio da família


Daniele Echeverry, nossa Analista Financeira, entrou de licença no dia 4 de outubro, quando o Diego veio ao mundo. Sua rede de apoio é a família, que está ajudando bastante desde então.

“Eles foram fundamentais para eu me sentir segura em voltar ao trabalho. Ter a certeza de que o seu filho está em boas mãos é essencial para conseguirmos focar totalmente no trabalho. Estamos vivendo um momento crucial da empresa, de crescimento acelerado, então estar bem para acompanhar o ritmo é super importante”


Conta Dani, que também encontrou a sua área maior com a chegada de novos colaboradores.

Amanda recebe visitas diárias do Vitor na Beep


A Amanda teve o Vitor dois dias depois da Dani ter o Diego. As duas, inclusive, trocaram e ainda trocam muitas figurinhas sobre a maternidade, já que vivenciam as mesmas etapas juntas. Como os pais da Amanda não moram no Rio de Janeiro, a sua rede de apoio conta com uma ótima profissional e o marido. Para facilitar a logística, ela se mudou e está morando pertinho da Beep, a ponto de poder receber a visita do Vitor todas as tardes para amamentá-lo.

“A maternidade despertou em mim uma certeza de que sou capaz de enfrentar qualquer desafio. Por isso, me sinto ainda mais preparada para fazer acontecer na Beep, que está em pleno crescimento e abrindo novas frentes. Se antes me causaria um certo receio, hoje me sinto ainda mais capaz de liderar o time e agregar à empresa.”


Vibra Amanda, que é nossa Gerente de Imunizações e tem sob sua responsabilidade o time de técnicas de vacina. “Agora, como mãe, entendo ainda melhor como cada detalhe do nosso atendimento faz toda a diferença para os nossos clientes”, finaliza.

Mães e clientes!


É isso: agora, além de colaboradoras, elas são consumidoras assíduas dos serviços da Beep. Como mães e clientes, as três reforçaram como as nossas técnicas têm a capacidade de passar segurança no atendimento e que isso faz toda a diferença no momento da vacinação.

“Estar no papel de mãe e cliente é ser totalmente diferente da Daniele profissional do Financeiro. Pude, pela primeira vez, viver uma experiência completa como cliente Beep e, por mais que já conheça o padrão, o encantamento acontece como se eu nunca tivesse tido contato com nada da Beep. Fiquei impressionada e ainda mais orgulhosa de fazer parte da empresa e ver como as nossas meninas dão um verdadeiro show nas casas dos nossos clientes”


Dani Echeverry, Analista Financeira da Beep
Encantamento é o nosso combustível diário dentro e fora da Beep, portanto, para o trio conhecer os novos colaboradores, fizemos o famoso tour do nosso onboarding. Afinal, retornar após um longo período de home office e licença é uma espécie de recomeço. As três afirmam estar positivamente impactadas com o acolhimento de todos os Beepers após o retorno e isso reforça a força da nossa cultura.
Se você curtiu esse conteúdo, não esqueça de compartilhar! 🙂 Saiba mais novidades sobre a Beep no Instagram, Facebook e Twitter. Ah! E se quiser entrar no nosso foguete, estamos com várias vagas abertas! E, para não deixe de conferir outros artigos sobre maternidade publicados aqui no blog da Beep.
Coriza Herpes-Zóster – Reações da vacina Pneumocócica 23 – Reações da vacina