Normalmente, a candidíase é uma infecção que causa muito incômodo e constrangimento. Essa doença pode acometer pessoas do sexo masculino e do sexo feminino, sendo mais frequente nas mulheres. Neste artigo, você entenderá o que é candidíase, quais são os sinais e sintomas, como é o tratamento, quais os tipos e muito mais. Confira!
Essa imagem mostra a parte inferior do corpo de uma mulher, que está vestindo calça jeans preta. Ela está cruzando as duas mãos em frente à sua parte íntima, sinalizando algum sintoma dessa infecção. O que é candidíase?

O que é a candidíase?


A candidíase é uma infecção fúngica ocasionando alguns sinais, como coceira, ardência e vermelhidão. Essa doença costuma estar ligada à queda de imunidade, ao uso de certos medicamentos –  corticoides, anticoncepcionais e imunossupressores, por exemplo – à gestação, ao diabetes, a alergias e ao HPV.
Tal patologia, na verdade, consiste em qualquer tipo de infecção ocasionada pelas variadas formas do fungo Candida, sendo a mais frequente causada pelo Candida albicans. Segundo a Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia (FEBRASGO), esse fungo é responsável por, aproximadamente, 80% a 92% dos casos. E se engana quem acha que a candidíase atinge somente mulheres:  apesar de os casos serem menores, homens também podem ser afetados por alguns tipos específicos.
o que é candidíase

Quais são os tipos de candidíase?


A candidíase pode ser definida por determinados tipos, que sãos:
  • Candidíase vaginal: esse é o tipo mais comum e atinge, em sua maioria, mulheres em idade fértil; 
  • Candidíase peniana: geralmente, os casos acontecem devido à má higienização da região íntima masculina;
  • Candidíase oral: pode aparecer quando o sistema imunológico está fraco e são formadas placas esbranquiçadas na região interna da boca;
  • Candidíase de esôfago: esse é um dos tipos mais raros, porém, quando ocorre, é sinal de problemas no sistema imunológico;
  • Candidíase de pele (intertrigo): esse caso acontece devido ao atrito entre as peles e cria uma lesão em certas regiões, como: axila, virilha, nádegas, pescoço, entre os dedos e embaixo dos seios;
  • Candidíase sistêmica, disseminada ou invasiva: esse tipo é mais grave, pois o fungo se manifesta de forma descontrolada e o invade a corrente sanguínea e os órgãos vitais.

Quais são os sinais e sintomas da candidíase?


Os sinais e sintomas da candidíase podem surgir de maneiras diferentes em mulheres e homens.

Sintomas de candidíase nas mulheres:


  • Coceira na região vaginal;
  • Corrimento esbranquiçado;
  • Ardência na região e na hora de urinar;
  • Ardência durante a relação sexual.

Sintomas de candidíase nos homens:


  • Manchas vermelhas no pênis;
  • Inchaço;
  • Lesões em forma de pontos;
  • Coceira na região peniana;
  • Ardência ao urinar;
  • Ardência durante a relação sexual.

Como se pega candidíase? Quais são as causas?


A candidíase costuma se manifestar quando o sistema imunológico está mais enfraquecido ou quando há alguma alteração hormonal. Além disso, existem alguns fatores que podem facilitar a infecção:
  • Relações sexuais sem uso de preservativo;
  • Uso recorrente de antibióticos e de corticoides;
  • Roupa íntima muito apertada e/ou de material sintético;
  • Maus hábitos de higiene íntima;
  • Permanecer por muito tempo com roupa de praia molhada no corpo;
  • Diabetes;
  • AIDS;
  • HPV;
  • Lúpus;
  • Obesidade;
  • Gravidez.

Como é feito o diagnóstico?

O diagnóstico da candidíase vai depender do tipo da infecção. Por isso, é importante se consultar com um médico especialista na área para avaliar corretamente. Exames de sangue e exame de urina podem ser solicitados, principalmente, para investigar se não houve invasão do fungo em outras regiões do organismo. O exame de Papanicolau também é importante para auxiliar no diagnóstico.

Qual é o tratamento para a candidíase?


O tratamento da candidíase é feito, geralmente, com remédios e pomadas próprias para tratar infecções causadas por fungos. Além disso, é importante manter a região afetada sempre bem higienizada. Algumas recomendações para prevenir:
  • Evite roupas muito apertadas e de material sintético;
  • Sempre use preservativo durante a relação sexual;
  • Evite absorvente interno;
  • Lave a área genital apenas com água e sabonete neutro ou sabonete próprio para a região.

Acompanhamento médico


Agora que você já sabe sobre a candidíase, lembre-se de que é essencial o acompanhamento de um médico de confiança para dar início ao tratamento. Ele irá verificar a evolução e a melhora do quadro, caso o diagnóstico seja confirmado.

Importante:


Aqui na Beep, você pode fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no aplicativo da Beep Saúde. Faça tudo no conforto da sua casa, de domingo a domingo e sem pagar taxa domiciliar!

Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂