Febre alta, olhos e pele avermelhados, dor no corpo, náuseas e, principalmente, dor nas articulações são alguns dos principais sintomas de chikungunya. Sempre bate aquela dúvida: “será que estou com chikungunya, dengue ou zika vírus?”. Para ajudar a esclarecer essa questão, trouxemos um artigo completo para você entender mais sobre o que é chikungunya, qual a diferença entre ela e essas outras doenças, quais são os  sinais e sintomas, como ocorre a transmissão, qual é o tratamento e mais. Confira!
Uma imagem mostrando um médico segurando uma pasta preta escrito na frente o que é chikungunya

O que é chikungunya?


Causada pelo vírus Chikungunya e transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti (mosquito da dengue) e Aedes albopictus (mosquito da febre amarela), a chikungunya é uma doença infecciosa febril, por isso também é conhecida como “febre chikungunya”. Após ser picada pelo mosquito, a pessoa pode levar, em média, de 4 a 7 dias para começar a apresentar os sintomas.
Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (FioCruz), não é possível ter essa doença mais de uma vez, pois, após a infecção, a pessoa fica imune para sempre. No Brasil, a circulação desse vírus foi identificada pela primeira vez em 2014 e aproximadamente 30% dos casos não manifestam sintomas.


A chikungunya pode se desenvolver em 3 fases:
  • Aguda: quando ela dura entre 5 a 14 dias;
  • Pós-aguda: quando ela dura até 3 meses;
  • Crônica: quando permanece por mais de 3 meses.
O boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, divulgado em janeiro de 2022, informa que ocorreram mais de 96 mil casos prováveis no país no ano de 2021. Esse número corresponde a um aumento de 32,7% comparado com o ano anterior.

Quais são os sinais e sintomas da chikungunya?


Os principais sinais e sintomas da chikungunya são:
  • Febre alta, acima de 38,5°;
  • Pele e olhos avermelhados;
  • Erupções na pele que causam coceira;
  • Conjuntivite;
  • Dor no corpo;
  • Enjoo;
  • Fraqueza.
Outro sintoma é a dor nas articulações, que pode durar meses e ser intensa. Por isso, o paciente pode apresentar dificuldade em movimentar os membros, sendo essa uma sequela quando o quadro se agrava.

Como a chikungunya é transmitida?


A transmissão da chikungunya acontece por meio da picada dos mosquitos Aedes, sendo os principais transmissores o aegypti e o albopictus. Esses mosquitos costumam se proliferar em água parada, por isso, a transmissão tende a ser maior em épocas chuvosas. Não é possível ocorrer transmissão de pessoa para pessoa. Apesar de raros, há de se considerar outros dois outros tipos de transmissão: da gestante para o bebê e por transfusão de sangue.

Como é o tratamento da chikungunya?


Ainda não existe um tratamento específico para a chikungunya. Entretanto, é recomendado o uso de medicamentos na fase aguda para melhorar a febre e as dores, além de repouso e muita ingestão de líquido. Caso os sinais e sintomas permaneçam e não haja uma melhora, é recomendado procurar um profissional de saúde para investigar.

Diagnóstico da chikungunya


O médico pode solicitar alguns exames de sangue para confirmar a presença da doença, como: anticorpos anti chikungunya (sorologia IgG/IgM).

Medidas recomendadas para prevenção


  • Proteger-se  em áreas sujeitas à proliferação de mosquito usando roupas de manga longa;
  • Utilizar repelente de insetos;
  • Evitar água parada em vasos de planta, pneus, garrafas plásticas, piscinas sem uso etc.

Médico responde


Quais as principais diferenças entre o zika vírus, a dengue e a chikungunya?


Todas as três doenças são arboviroses transmitidas pelo Aedes aegypti. Tanto a dengue quanto a chikungunya podem apresentar febre alta, diferentemente do zika vírus, que costuma se manifestar com temperaturas mais baixas ou até mesmo com ausência de febre.
Além disso, todas as três doenças podem desenvolver o aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo, porém, o zika vírus e a chikungunya são capazes de apresentar coceira intensa. As dores articulares também estão presentes nas três doenças, sendo muito intensas na chikungunya e menos acentuadas no zika vírus.

Acompanhamento médico


Agora que você já sabe o que é a chikungunya, lembre-se de que é essencial o acompanhamento com um médico de confiança. Ele vai dar início ao tratamento e verificar a evolução e a melhora do quadro, caso seja confirmado o diagnóstico.

Importante:


Aqui na Beep, você pode tirar suas dúvidas, além de fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no nosso aplicativo (Beep Saúde). Faça tudo no conforto da sua casa, de domingo a domingo, sem pagar taxa domiciliar!

Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂