Você já ouviu falar nessa doença, mas ainda não sabe qual exame de sangue para detectar o Lúpus? Será que existe mais de um exame para isso?
Leia o nosso post completo para entender o que é o Lúpus, quais são os sintomas, exames de diagnósticos e muito mais!   

Mulher de jaleco branco em pé segurando um papel com a palavra Lúpus, representando o post sobre qual nome do exame de sangue que detecta Lúpus.


O que é Lúpus?


O Lúpus, de nome científico Lúpus Eritematoso Sistêmico (LES), é uma doença inflamatória crônica, não transmissível, em que o sistema imunológico “ataca”  algumas células saudáveis do próprio corpo, por engano. 
Segundo o Ministério da Saúde, ela é uma das doenças mais graves dentre as patologias autoimunes conhecidas. Se não for tratada, pode levar a pessoa à morte em casos mais graves. 

Tipos de Lúpus


São reconhecidos dois principais tipos de Lúpus. São eles:

1- Lúpus cutâneo (discóide): 


Fica restrito à pele. Os sintomas mais comuns são lesões avermelhadas, principalmente, nas áreas que ficam expostas à luz solar (rosto, orelhas, couro cabeludo, colo “V” do decote e nos braços). Em alguns casos, podem evoluir para o Lúpus sistêmico.

2 – Lúpus sistêmico: 


Esse tipo de inflamação pode ocorrer em uma ou várias partes do organismo, como: articulações, coração, pele, pulmões, rins e sangue. É o tipo mais comum da doença e os sintomas podem ser leves ou graves.

Existem duas outras condições específicas associadas ao Lúpus:  
  • Lúpus induzido por remédios/medicamentos: 


É quando o uso de alguns medicamentos de forma contínua (por mais de 30 dias), como antibióticos e remédios para tratamento de convulsões e pressão alta, causam inflamação e desencadeiam um quadro de Lúpus Idiopático. A tendência é que se resolva após a suspensão do remédio.
  • Lúpus neonatal:


É um caso raro de Lúpus, sendo uma doença autoimune adquirida, que pode ocorrer em recém-nascidos de mulheres diagnosticadas com a doença. Os sintomas aparecem nos bebês (neonatos) e geralmente se resolvem de forma natural depois de alguns meses, sendo necessário alguns cuidados, como a proteção solar. 
Os sinais mais comuns são: lesões na pele, alterações no sangue (como baixa contagem de suas células), problemas no fígado e no coração. 

O que causa o Lúpus?


Essa doença tem uma origem autoimune. Ainda não foi encontrada uma causa exata para o surgimento da doença, mas estudos científicos atribuem o surgimento do Lúpus a uma combinação de fatores: 
  • Ambientais;
  • Genéticos;
  • Hormonais. 

Entretanto, para quem tem uma predisposição genética para desenvolver a doença, existem alguns gatilhos que podem desencadeá-la, como: 
  • Exposição à luz solar em horários inadequados (entre 10h e 16h);
  • Presença de infecção;
  • Utilização de alguns medicamentos.  

Tem algum fator de risco para desenvolver Lúpus?


O Lúpus pode ocorrer em pessoas com qualquer idade, raça e sexo. Ele não tem fatores de risco pré-determinados, mas é mais comum em mulheres com idade entre 20 a 45 anos, de etnia afro-americana, asiática ou hispânica. 

Sintomas do Lúpus


A intensidade e o tempo de duração dos sintomas vai variar de pessoa para pessoa. Na maioria dos casos, essas manifestações são mais ou menos intensas, de acordo com a fase de atividade ou remissão da doença, ou seja, pior nas crises, com melhora depois. 
Os sinais também variam conforme as partes do corpo afetadas. Veja os mais comuns:
  • Cansaço, desânimo; 
  • Perda de apetite e emagrecimento;
  • Lesões na pele que aparecem ou pioram após se expor à luz solar;
  • Vermelhidão nas bochechas e ponta do nariz no formato de borboleta (também chamado de rash cutâneo);
  • Dor e inchaço nas articulações;
  • Confusão mental e perda de memória; 
  • Convulsões;
  • Febre;
  • Ferimento na boca;
  • Queda de cabelo.

Quem tem lúpus sente dor?


A depender da evolução e intensidade da doença, assim como dos órgãos acometidos, pode ter dor, por exemplo, de cabeça, nas articulações e no peito ao inspirar. 

Qual o exame de sangue para detectar o Lúpus?


O diagnóstico é feito através do reconhecimento dos sintomas pelo médico. Ao mesmo tempo, como algumas alterações nos exames de sangue e urina são muito características, eles também são habitualmente utilizados para a definição final do diagnóstico.
Alguns dos exames importantes comumente solicitados: 
  • Exame de urina
  • FAN (fator ou anticorpo antinuclear);
  • Teste de anticorpos (como o anti-Sm e anti-DNA). 

Outros exames complementares que ajudam, a depender das manifestações que a pessoa apresentar: hemograma completo, radiografia de tórax e biópsia renal. 

Como o Lúpus pode aparecer no hemograma?


Algumas alterações podem estar presentes no hemograma completo: 
  • Leucócitos com valor menor que 4.000/mL;
  • Linfócitos com valor menor que 1.500/mL;
  • Redução da quantidade de glóbulos vermelhos (hemácias) e número de plaquetas (em ao menos 2 exames de sangue realizados). 

Já no exame de urina, um grande indicativo da presença de Lúpus é o excesso de proteína na urina em exames realizados pelo paciente. 

Onde fazer esses exames?


Os exames de sangue e de urina podem ser feitos aqui na Beep. Você pode fazê-los no conforto da sua casa, todos os dias e sem pagar taxas domiciliares. Baixe o nosso app e agende uma visita! 

O Lúpus tem cura? 


Não. O Lúpus é uma doença crônica. O tratamento da doença ajuda no controle dos  sintomas (ou até fazer desaparecer esses sintomas, por um período) além de melhorar a qualidade de vida do paciente.

Tratamentos disponíveis


Existem tratamentos diferentes de acordo com a presença dos sintomas apresentados e sua intensidade. 
Dessa forma, a pessoa com Lúpus pode necessitar de um, dois ou mais medicamentos na fase ativa da doença e poucos ou nenhum remédio em outras fases (não ativas ou em remissão). 
Ao mesmo tempo, o tratamento sempre inclui remédios para regular as alterações imunológicas do LES e medicamentos gerais para regular alterações que a pessoa apresente em consequência da inflamação, como:
  • Hipertensão;
  • Inchaço nas pernas;
  • Febre;
  • Dor, etc.

Dentre os medicamentos usados, estão aqueles que agem na modulação do sistema imunológico no Lúpus, como:
  • Corticóides (cortisona);
  • Antimaláricos;
  • Imunossupressores, em especial a azatioprina
  • Ciclofosfamida;
  • Micofenolato de mofetil.

Importante:


Você pode tirar suas dúvidas e fazer os agendamentos dos exames e vacinas desejados diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar aqui para baixar!
Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂
Se você já fez exame de sangue para detectar o lúpus, compartilhe sua experiência com a gente! Assim, você vai contribuir para ajudar outras pessoas que procuram por mais informações.

Fontes: 


Ministério da Saúde | Sociedade Brasileira de Reumatologia