Você sabia que o herpes zoster, também conhecido como cobreiro, é causado pelo vírus Varicela zoster (Herpesvírus humano tipo 3)? E que esse agente também é responsável pela catapora? Uma das principais diferenças entre essas duas doenças é que a primeira é muito mais comum na fase adulta e na idosa, enquanto a segunda ocorre mais durante a infância. A boa notícia é que dá para evitá-la ao tomar a vacina contra herpes zoster

Enfermeira aplica a Shingrix em um homem idoso


Atualmente, há dois tipos de imunizantes disponíveis no Brasil: Zostavax e Shingrix. É sobre essa última que nós vamos falar no post de hoje. Vem ler! 
 

O que é a vacina Shingrix? 


A vacina contra herpes zoster inativada recombinante Shingrix é um produto da companhia biofarmacêutica GlaxoSmithKline Brasil (conhecida como GSK). 

Para que serve a vacina Shingrix?


A vacina Shingrix serve para a prevenção do herpes zoster e suas complicações, como a neuralgia pós-herpética (NPH). É indicada para quem tem 18 anos ou mais com risco aumentado para a doença e imunocomprometidos. Recomenda-se também, como rotina, para adultos com 50 anos ou mais.
Vale ressaltar que ela é uma vacina inativada, ou seja, é feita a partir dos vírus mortos, alterados ou com partículas deles. 


Como ela é aplicada?


 A técnica de aplicação da vacina Shingrix é intramuscular. 
Ilustração mostrando a técnica de injeção da Shingrix que é intramuscular

Quem pode tomar a vacina Shingrix?


A vacina Shingrix pode ser aplicada em pessoas: 
  • Com 18 anos ou mais que têm um risco maior de ter a doença;
  • Indivíduos com o sistema imunológico comprometido (imunocomprometidos), como: pacientes com câncer, transplantados e soropositivos;
  • Adultos com 50 anos ou mais. 

Quem não deve tomar a vacina?


Algumas pessoas não devem tomar a Shingrix: 
  • Indivíduos com hipersensibilidade grave aos componentes da Shingrix;
  • Quem, após tomar uma dose da vacina, teve reação alérgica intensa e grave com risco de morte (reação anafilática).

Casos que precisam de atenção especial


Em alguns tipos de pacientes, é preciso ter cautela na recomendação e/ou aplicação da vacina. São eles:
  • Gestantes e lactantes (mulheres que estão amamentando);
  • Pessoas com trombocitopenia, porque existe a possibilidade de sangramento. 

Em qual caso é necessário adiar a vacinação? 


Quando a pessoa tem febre, por exemplo, no dia em que iria tomar a vacina Shingrix. 
Sabemos que esse assunto gera muitas dúvidas. Você precisa saber que, em alguns casos, não é necessário fazer o reagendamento. Para te ajudar a entender melhor, a Gerente Médica da Beep, Dra. Cristiana Meirelles, fez um vídeo com 8 motivos para não reagendar a vacina para crianças, adultos e idosos. Assista! 

Quantas doses da vacina são necessárias? 


São necessárias duas doses da vacina Shingrix. O intervalo entre a 1ª e a 2ª dose é de 2 meses. 

Como é o esquema de doses da Shingrix para pessoas imunocomprometidas? 


Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm), as recomendações são: 
Tipo de ImunocomprometimentoCuidados necessários 
Indivíduos com doença autoimuneDevem receber a vacina, idealmente, antes de começar o tratamento mais agressivo com imunossupressores. 
Vivendo com HIV ou AidsA vacinação com a Shingrix é recomendada inclusive para pessoas que estão em pior estado imunológico, mas a avaliação do melhor momento para aplicar o imunizante vai depender do médico.
Pessoas que utilizam anticorpos monoclonaisDevem tomar a 1ª dose da vacina Shingrix, pelo menos, 4 semanas antes da próxima dose de anticorpos monoclonais. 
Pessoas com câncer O recomendado, preferencialmente, é que a vacinação com a Shingrix aconteça antes da pessoa começar a quimioterapia, radioterapia, entre outros tratamentos para a doença. Caso isso não seja possível, a vacinação deve ocorrer quando a imunossupressão mais intensa estiver resolvida.
Transplante de medula ósseaComeçar a se vacinar no intervalo entre 6 meses e 1 ano depois do transplante. 
Transplante de órgãos sólidosA preferência é que esses pacientes tomem a Shingrix antes de receber o transplante de órgãos. Caso não consiga, a orientação da SBIm é que a pessoa tome a vacina no intervalo entre 6 meses e um ano depois do transplante.

Quem teve herpes zoster recentemente pode tomar a Shingrix?


A SBIm sugere tomar a vacina Shingrix seis meses depois da fase aguda da doença. Porém, não há recomendação de intervalo específico, podendo ser aplicada a vacina com menos de 6 meses após a doença a critério médico.

Existe alguma reação adversa da vacina Shingrix? 


Após a aplicação da vacina, pode ser que a pessoa tenha algumas reações adversas. Veja quais são as mais comuns: 
Tipo de reações Sintomas
Reações muito comuns
  • Calafrios;
  • Diarreia;
  • Dor abdominal;
  • Dor de cabeça;
  • Dor muscular;
  • Fadiga;
  • Febre;
  • Náusea;
  • Reações no local da injeção, como: dor, vermelhidão e inchaço;
  • Vômito.
Reações comuns
  • Mal-estar;
  • Coceira no local da vacina.

Veja esse breve panorama entre os tipos de vacinas contra herpes zoster


Antes, só existia uma vacina disponível para prevenir o herpes zoster aqui no Brasil: a Zostavax, produzida pela Merck. Apesar de ter sido mais divulgada neste ano, a vacina Shingrix foi aprovada nos Estados Unidos em 2017. No Brasil, o produto foi disponibilizado pela Anvisa em 2022. 

Qual é a diferença entre a Shingrix e a Zostavax? 


Uma das principais diferenças é que a vacina Shingrix (inativada), segundo a SBIm, tem uma eficácia maior do que a Zostavax (que é atenuada). Na tabela abaixo, você encontra outras diferenças: 

Tabela comparativa com as diferenças entre a vacina Shingrix e a Zostavax


Quem tomou a vacina Zostavax pode receber a Shingrix?


Sim. Segundo a SBIm, quem já tomou a vacina Zostavax (atenuada) pode receber a vacina Shingrix para ampliar a proteção contra o herpes zoster. A recomendação é que a pessoa espere dois meses após a dose de Zostavax para tomar a 1ª da Shingrix. Depois de dois meses, ela deverá aplicar a 2ª dose da Shingrix para completar o esquema vacinal. 

Vacina Shingrix: onde encontrar? 


A vacina Shingrix está disponível somente na rede privada de saúde. Claro, você pode encontrá-la aqui na Beep. 

Qual é o valor da vacina Shingrix?


A vacina Shingrix custa a partir de R$ 800 aqui na Beep Saúde. 

É necessário ter prescrição médica?


Se a pessoa escolher comprar na Beep, pelo particular, não é necessário apresentar qualquer tipo de prescrição médica. Só será preciso caso utilize alguns tipos de planos de saúde. A lista completa você encontra no nosso app.
Veja o passo a passo: 
  • 1) Baixe o aplicativo e faça o cadastro (caso ainda não tenha o app da Beep Saúde no seu celular);
  • 2) Vá em “Vacina Domiciliar”;
  • 3) Em seguida, clique em “Particular”;
  • 4) Digite na barra de busca: Herpes Zoster GSK;
  • 5) Dentro da página dessa vacina, desça até a aba “Necessidade de Prescrição Médica”;
  • 6) Pronto: todos os planos estarão listados por lá! 

Shingrix no conforto da sua casa é com a Beep Saúde! 


Esqueça a ideia de sair de casa para aplicar a vacina Shingrix. A gente vai até você! O nosso atendimento é de domingo a domingo (incluindo feriados). Baixe o app e agende uma visita agora mesmo!