A hepatite costuma ser uma doença silenciosa, sobretudo em crianças. Entretanto, é preciso ficar atento aos possíveis sinais, pois pode se tornar um quadro clínico grave. Neste artigo, você entenderá tudo sobre a vacina hepatite B. Qual doença ela previne, quando tomar, quantas doses são recomendadas, quais são as reações e mais. Confira!
Imagem de uma aplicação de vacina sendo feita em um braço. tudo sobre a vacina hepatite B

O que é a hepatite B?


A hepatite B é uma doença infecciosa que atinge, principalmente, o fígado. Classificada também como uma infecção sexualmente transmissível (IST), ela é ocasionada pelo vírus da hepatite B (HBV). A hepatite B pode ser transmitida por meio de relações sexuais, contato com sangue contaminado (objetos como agulha, laminas de barbear, objetos para uso de drogas injetáveis e de tatuagens), transmissão da mãe para o filho durante a gestação.

Alguns dos sinais e sintomas mais comuns da hepatite B são:
  • Cansaço;
  • Dor no abdômen;
  • Enjoo;
  • Vômito;
  • Febre;
  • Tontura.
Esses sintomas geralmente surgem após décadas da contaminação. Durante esse período, o portador da infecção, mesmo assintomáticos, podem transmitir a doença. Como o vírus pode ser encontrado no sangue, sêmen e secreções vaginais, a transmissão pode ocorrer durante a relação sexual. Além disso, outras maneiras de se transmitir são:
  • Contato com injeções ou lesões provocadas por algum material contaminado;
  • Compartilhamento de objetos contaminados por sangue;
  • Mãe para o bebê durante a gestação, parto ou amamentação, dentre outras.
Preparamos um conteúdo completo com todas as informações sobre hepatite que você precisa saber.

Recomendações da vacina


Para que serve a vacina hepatite B?


Essa vacina protege as pessoas contra infecção pelo vírus da hepatite tipo B, levando a complicação graves como cirrose e câncer de figado. A aplicação é feita via intramuscular.
Leia também: qual exame de sangue detecta câncer e como confirmar o diagnóstico?

Quem deve tomar a vacina hepatite B?


A Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) e a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) recomendam essa vacina para indivíduos de todas as idades, de acordo com o calendário vacinal do Ministério da Saúde. A primeira dose deve ser aplicada, preferencialmente, nas primeiras 12-24 horas após o nascimento, evitando, assim, um quadro de hepatite crônica.

Quantas doses da vacina hepatite B são recomendadas?


Após a primeira dose, aplicada entre as primeiras 24h depois do nascimento, as crianças  devem tomar mais 2 a 3 doses posteriormente (aos 2, 4 e 6 meses). Essas doses seguintes poderão ser aplicadas nas formulações combinadas (Hexavalente, na rede privada, ou Pentavalente celular, na rede pública) ou isoladamente.
Bebês prematuros precisam, necessariamente, receber 4 doses desse imunizante.
Crianças, adolescentes e adultos que não foram vacinados no primeiro ano de vida, devem receber 3 doses da vacina hepatite B, com intervalo de um ou dois meses entre primeira e a segunda, e seis meses entre a primeira e a terceira. Gestantes que não estão imunizadas podem receber a vacina da hepatite B, não há contraindicação nesse caso.

Clique aqui para obter mais informações e agendar a vacina


Quais são as reações adversas da vacina hepatite B?


As possíveis reações da vacina hepatite B podem variar entre muito comuns e muito raras. Veja no quadro abaixo:
 Reações muito comuns
  • Dor;
  • Vermelhidão e inchaço no local da injeção;
  • Irritabilidade;
  • Cansaço.
Reações comuns
  • Perda de apetite;
  • Dor de cabeça;
  • Sonolência;
  • Sintomas gastrointestinais (como náusea, vômito, diarreia e dor abdominal);
  • Inchaço e endurecimento no local da injeção;
  • Mal-estar;
  • Febre.
Reações incomuns
  • Tontura;
  • Dor muscular;
  • Sintomas semelhantes aos da gripe;
  • Manchas vermelhas na pele (exantema maculopapular);
  • Pitiríase rósea (caracterizada por pápulas ou placas descamativas difusas);
  • Candidíase. 
Reações raras
  • Aumento ou surgimento de gânglios próximos à região do local da vacinação (linfadenopatia);
  • Sensação de formigamento ou dormência;
  • Erupções cutâneas;
  • Urticária;
  • Dor nas articulações;
  • Artrite;
  • Coceira;
  • Reações alérgicas incluindo anafilaxia, convulsões, trombocitopenia (caracterizada por manchas roxas ou avermelhadas na pele e a diminuição da contagem de plaquetas).
Reações muito raras
  • Reação anafilática. Sendo que os poucos casos relatados foram observados, principalmente, em adolescentes e adultos, sendo mais rara ainda em crianças.

Quais são as contraindicações da vacina?


A vacina hepatite B é contraindicada para pessoas que:
  • Tiveram quadro de anafilaxia (alergia grave) com algum componente da vacina ou a dose anterior;
  • Tiveram quadro evolutivo para púrpura trombocitopênica (distúrbio hemorrágico que ocorre devido à diminuição de plaquetas).

Onde ela pode ser encontrada?


A vacina hepatite B pode ser encontrada na rede privada de saúde e na rede pública (SUS).
Aqui na Beep, você pode receber a vacinação no conforto da sua casa, de domingo a domingo, sem pagar taxa domiciliar. Baixe o nosso app e agende um horário.

Acompanhamento médico


Agora que você já sabe como funciona a vacina hepatite B, lembre-se que é muito importante o acompanhamento com um médico de confiança. Ele vai verificar qual é o melhor tratamento, caso haja a suspeita da doença ou maiores complicações.

Importante:


Você pode tirar suas dúvidas e fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar aqui para baixar!
Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂
Compartilhe com a gente sua experiência com a vacina hepatite B! Assim, você vai contribuir para ajudar outras pessoas que procuram por mais informações.