Você sabia que doenças como sarampo, caxumba e rubéola podem ser prevenidas desde cedo? A melhor maneira é por meio da vacinação. Neste artigo, você vai saber tudo sobre a vacina tríplice viral, imunizante responsável por prevenir essas doenças. Quem pode tomá-la? Quantas doses são recomendadas? Quais são as reações? É isso que nós vamos contar neste post. Confira!
Ilustração mostrando uma seringa e um recipiente com líquido informando ser vacina tríplice viral

Para que serve a vacina tríplice viral?


A vacina tríplice viral, conhecida também como vacina triviral, é um imunizante atenuado feito a partir dos  vírus que foram “enfraquecidos” e modificados e, por isso, não são capazes de causar a doença. Sua função é proteger as pessoas contra o sarampo, caxumba e rubéola. Para você entender um pouco melhor o que são essas doenças, veja o resumo abaixo:
  • Sarampo: causada pelo vírus da família paramyxorividae, o sarampo é uma doença extremamente contagiosa e  grave, afetando principalmente crianças. Ela é transmitida  pela fala, espirro e tosse;
  • Caxumba: conhecida também como parotidite ou papeira, a caxumba é uma doença infecciosa causada pelo vírus Paramyxovirus. Uma importante característica é o aumento das glândulas salivares, o que faz com que o rosto fique inchado. Nos casos graves, pode causar surdez e até meningite. Após a puberdade, pode causar inflamação e inchaço doloroso dos testículos (orquite) nos homens ou dos ovários (ooforite) nas mulheres, comprometendo a fertilidade;
  • Rubéola: é uma doença causada por um vírus, do gênero Rubivírus, e transmitida pelo contato direto com outra pessoa, por meio de gotículas da tosse, respiração ou fala. Também pode acontecer a transmissão via placenta, da mãe para o feto, quando a mulher grávida adquire a rubéola. As suas principais características são manchas avermelhadas que costumam iniciar no rosto e depois se espalham pelo corpo.

A melhor maneira de prevenir todas essas doenças é com a vacinação!


Como é a aplicação da vacina tríplice viral?


A aplicação da vacina tríplice viral é feita de forma subcutânea.
ilustração mostrando como funciona a técnica de injeção subcutânea, usada na vacina tríplice viral

Qual é a diferença entre as vacinas tríplice viral e tríplice bacteriana?


Enquanto a tríplice protege os indivíduos contra o sarampo, caxumba e rubéola, a vacina tríplice bacteriana previne contra difteria, tétano e coqueluche.

Para quem a vacina tríplice viral é indicada?


A vacina tríplice viral é recomendada para crianças, adolescentes e adultos. A aplicação deve ser realizada  a partir dos 12 meses. Em casos de surtos ou de exposição domiciliar, é aconselhável que a imunização ocorra a partir dos 6 meses.

Qual é o esquema de doses da vacina tríplice viral?


Segundo a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP), recomenda-se:
  • Como rotina, que a primeira dose seja tomada aos 12 meses e a segunda dose aos 15 meses, junto à vacina contra varicela. É necessário que haja um intervalo mínimo de 1 mês entre as doses;
  • Caso esteja acontecendo algum surto da doença ou alguma exposição familiar, a 1ª dose pode ser aplicada aos 6 meses. Contudo, ela não conta como a dose de rotina, sendo necessário que haja uma nova aplicação aos 12 e 15 meses;
  • Crianças, adolescentes e adultos que nunca se vacinaram devem receber as duas doses do imunizante com intervalo de 1 a 2 meses.

Quem não deve tomar a vacina tríplice viral?


Essa vacina não deve ser aplicada em:
  • Pessoas com baixa imunidade devido a alguma doença ou ao uso de medicamentos;
  • Pessoas com histórico de anafilaxia após a aplicação da dose anterior ou a algum componente;
  • Gestantes.

Existe alguma reação adversa à vacina?


Assim como qualquer outro imunizante ou medicação, a tríplice também pode causar reações muito comuns ou raras. Elas são autolimitadas e, em grande parte, não são graves. Veja quais as reações mais comuns na tabela abaixo:

Reações da vacina tríplice viral


Tipos de reações Sinais e sintomas 
Muito comunsVermelhidão no local da injeção e febre baixa; 
ComunsInfecção do trato respiratório superior, rash cutâneo (erupção na pele), dor e edema no local da injeção, febre acima de 39,5 °C, erupções cutâneas parecidas com aquelas provocadas pelo sarampo.

Onde encontrar a vacina tríplice viral?


A vacina tríplice viral está disponível nas clínicas privadas de vacinação, nas Unidades Básicas de Saúde e aqui na Beep, com atendimento domiciliar. Esqueça as filas: aplique a vacina tríplice viral no conforto da sua casa!
Nossa equipe vai até a sua casa! É só escolher um horário, de domingo a domingo, incluindo feriados, para marcar a nossa visita. A melhor parte é que você não paga nenhuma taxa domiciliar!

O médico responde:


Quanto tempo dura o efeito da vacina tríplice viral? É preciso tomar mais de uma vez?


Para ser considerado imunizado (protegido), é importante ter duas doses da vacina aplicadas a partir dos 12 meses e com um intervalo mínimo de um mês entre elas. Em situações de surto da caxumba ou sarampo, se for indicada pelo médico, pode ser considerada uma nova dose. 

Acompanhamento médico


Agora que você já sabe como funciona a vacina tríplice viral, lembre-se de que, caso haja a suspeita da doença ou maiores complicações, é muito importante o acompanhamento com um médico de confiança para verificar o melhor tratamento.

Importante:


Você pode fazer o agendamento dos seus exames laboratoriais e vacinas diretamente no aplicativo da Beep Saúde. É só clicar para baixar!

Ah, aproveite para seguir a gente nas redes sociais: Twitter, Instagram e Facebook. Também temos vagas para entrar na #OndaVerde em nosso LinkedIn. Vai lá! 🙂