Você sabe qual exame de sangue detecta câncer e como pode ser confirmado o diagnóstico? Neste artigo, você entenderá mais sobre o assunto.
Uma mão com luvas segurando um tubo de amostra de exame de sangue detecta câncer
Neste post, você vai ver: 

Câncer: o que é esta doença?


O câncer, também chamado tumor maligno, é o nome dado a mais de 100 doenças, em que acontece o crescimento anormal e descontrolado das células. São estas células alteradas, que se agrupam formando o tumor. Isto ocorre devido às alterações genéticas (DNA) das células (mutações). 
Originalmente, as células devem crescer e se dividir. Havendo alguma anormalidade nesse processo,  alguma célula pode crescer erroneamente e causar um câncer. Apesar disso poder ocorrer com qualquer órgão, alguns são mais afetados, como pulmão, mama, próstata, pâncreas, entre outros. 
Além disso, um tumor pode ser benigno ou maligno, diferenciando o tumor para mais ou menos agressivo, sendo o câncer, um tumor maligno. 

Agende agora o seu Exame de Sangue em casa!



Quais indicadores tumorais podem ajudar no diagnóstico do câncer por meio do exame de sangue?


  • AFP


A alfafetoproteína, é uma proteína que pode estar aumentada em pacientes com alguns tipos de câncer, como fígado, estômago, intestino e ovários, por exemplo, podendo ajudar no diagnóstico, embora não seja um exame ideal, pois pode aumentar também por outras doenças benignas ou até mesmo estar normal, mesmo na presença do câncer. Se o valor de referência for superior a 1000 ng/ml, pode ser mais sugestivo de um tumor maligno. Já em valores aproximados a 500 ng/ml, pode ser sinal de quadro de cirrose ou hepatite crônica, por exemplo.
  • MCA


O antígeno mucoide associado ao carcinoma (MCA) pode ser usado para monitorizar o carcinoma de mama. Ele pode estar aumentado, em outras doenças, como nos tumores benignos no ovário, útero ou próstata.

+  Aqui na Beep, você pode fazer exames laboratoriais no conforto da sua casa, de domingo a domingo e sem pagar taxa domiciliar. Baixe o nosso app e agende uma visita!


  • BTA


O antígeno tumoral da bexiga (BTA) é dosado na urina e pode ajudar no diagnóstico dos tumores de bexiga. Além dele, geralmente é solicitado a dosagem de dois outros marcadores tumorais: NMP22 e  CEA.
  • PSA


Quando é preciso investigar tumor na próstata, o antígeno prostático (PSA) pode auxiliar, sendo usado, principalmente, para o rastreamento deste câncer no homem. O exame de PSA não é 100% preciso, podendo ser falso-positivo, com resultado alterado mesmo na ausência de câncer, ou ter resultado normal, na presença de câncer
  • CA 125


É um marcador tumoral, que pode contribuir para o diagnóstico do câncer no ovário, sendo útil também, para orientar o tratamento, uma vez que se houver boa resposta, seu nível elevado tende a diminuir. 
  • Calcitonina


A calcitonina é um hormônio que ajuda a regular a forma como o corpo utiliza o cálcio. É produzido pela glândula tireoide e na suspeita deste câncer, pode ser dosado. Níveis elevados também podem ajudar no diagnóstico do câncer de mama ou de pulmão. Valores elevados deste hormônio podem sugerir câncer, entretanto, em alguns casos, pode ser sinal de outras doenças como a pancreatite, doença de Paget ou, até mesmo, gravidez.
  • Tireoglobulina


É uma proteína produzida pela glândula tireoide. O nível da tireoglobulina no sangue não é utilizado para diagnosticar o câncer, mas pode ajudar após o tratamento, para acompanhamento, pois durante o tratamento, o nível desta proteína diminui no sangue e estando elevada, pode representar doença ainda presente ou alguma recidiva. Geralmente, costuma-se solicitar a análise da calcitonina e do TSH, por exemplo, para melhor acompanhamento.
  • CEA


O antígeno carcinoembrionário (CEA) pode contribuir no diagnóstico de diversos tipos de câncer, como câncer de intestino, pâncreas, pulmão, fígado, tireoide, entre outros. O valor de referência normal é de até 3 ng/mL em pessoas não fumantes e de até 5 ng/mL em pessoas fumantes. Para ser considerado câncer, este valor geralmente está 5 vezes acima do valor normal.

+ Veja também: como fazer exame de sangue e quais são os tipos


Como confirmar o diagnóstico de câncer?


Havendo suspeita clinica após a avaliação médica e realização de exames laboratoriais, como os exames de sangue acima citados, indicados pelo médico, alguns exames de imagem, também podem ajudar a confirmar o diagnóstico, como:
  • Ecografia: também conhecido como ultrassonografia, este exame permite identificar possíveis tumores em alguns órgãos, como fígado, pâncreas, baço, rins, próstata, mama, tireoide, útero e ovário;
  • Radiografia: o exame é realizado por meio de um raio-x que permite identificar possíveis tumores no pulmão, coluna e ossos;
  • Ressonância magnética: eexame de imagem em alta definição que pode mostrar  alterações em diversos órgãos;
  • Tomografia computadorizada: se após a realização do raio x for detectada alteração  em algum órgão, ou se for necessário em exame mais completo, a tomografia permite uma melhor análise de alguns órgãos.

Na grande maioria dos casos, o diagnóstico conclusivo é realizado através de uma biópsia, para análise anatomopatológica do órgão afetado. Assim, a combinação de diferentes exames, junto a história clínica e exame físico da pessoa, vai permitir o diagnóstico adequado e preciso

Quais hábitos podem contribuir na causa de um câncer?


Segundo o Ministério da Saúde, o câncer é uma doença com diversos fatores associados, entre eles alguns hábitos nocivos. São eles:
  • Tabagismo;
  • Maus hábitos alimentares;
  • Alcoolismo;
  • Fatores ocupacionais;
  • Radiação solar, entre outros.


Por que sair de casa para fazer exames se a Beep Saúde tem uma equipe especializada que vai até você?


Com a Beep, você pode fazer exames de sangue, urina e fezes no conforto da sua casa. O nosso atendimento é de domingo a domingo (incluindo feriados) e não cobramos taxa domiciliar.