Sexagem fetal: exame para detectar o sexo do bebê

Assim que a gravidez é descoberta, automaticamente surge a imensa curiosidade: qual é o sexo do bebê? A dúvida se faz presente até que se tenha o resultado – seja pela ultrassonografia ou pelo exame de sexagem fetal. Você já parou para pensar quantas vezes uma gestante precisa responder à pergunta clássica que todos fazem sobre o sexo do bebê? Nada melhor do que já ter uma resposta para dar, não é? A forma mais comum para descobrir é pela ultrassonografia, já que o exame de imagem só consegue detectar o sexo por volta da 15ª semana de gestação (havendo chances de erros). Mas, calma, há uma solução mais rápida e precisa: o exame de sexagem fetal. E é nele que vamos focar aqui no texto! Se você quer saber todas as informações relevantes sobre o tema, leia até o final. 

O que é teste de sexagem fetal?


É uma técnica não invasiva, ou seja, não apresenta o menor risco para a mãe nem para o bebê. Portanto, a sexagem fetal é segura. Além disso, o exame apresenta 99% de precisão na detecção do sexo do bebê. Não é necessário ter prescrição médica para realizá-lo. 

Como é feito o exame de sexagem fetal? 


Esse exame é realizado exatamente como uma coleta de sangue convencional. A diferença está na análise do material, que vai buscar a presença de fragmentos do cromossomo Y que tenham atravessado a placenta e estejam circulando pela corrente sanguínea da mãe. Havendo a presença desse cromossomo, que só existe nos indivíduos do sexo masculino, temos o resultado: trata-se de um menino! Em situações usuais, crianças do sexo feminino nascem com cromossomos XX e crianças do sexo masculino nascem com cromossomos XY. 

Quando fazer o exame de sexagem fetal? 


Não é preciso esperar as 15 semanas como acontece com o exame de imagem, mas é necessário aguardar, obrigatoriamente, as primeiras 8 semanas. Só a partir desse período que você deve agendar sua sexagem fetal.

Existe alguma contraindicação para a realização do exame?


Não há uma contraindicação absoluta, mas gestantes que fizeram transfusão sanguínea ou tenham sido submetidas a transplantes podem ter alterações no resultado, refletindo um erro na sexagem. Nesses casos, esperar pela ultrassonografia é uma opção.

Como o exame funciona em grávidas de gêmeos ou mais?


Funciona exatamente da mesma forma, mas não é possível determinar quantos fetos são do sexo masculino, já que o exame detecta apenas a presença do cromossomo Y na corrente sanguínea da grávida. Sendo assim, é possível saber se há pelo menos um dos bebês do sexo masculino.  Se você gostou desse conteúdo, compartilhe com alguém que você sabe que vai curtir também. Quer saber sobre algum exame ou vacina específicos? Mande uma mensagem para nós! Ou, se preferir, confira mais detalhes de nosso exame de sexagem fetal.