É muito comum as pessoas acharem que apenas crianças devem tomar as vacinas do calendário infantil; outras só conhecem esse tipo de calendário de vacinação. Na verdade, há também uma tabela de vacinas por idade definida para adultos e idosos. É sobre esse assunto que a gente vai falar por aqui.
imagem mostra quatro pessoas após serem vacinadas, todas de acordo com a tabela de vacinas por idade
Confira quais são as vacinas indicadas para quem tem:

Tabela de vacinas por idade: para quem tem entre 20 e 59 anos


A tabela de vacinas por idade para quem tem entre 20 e 59 anos é composta por mais de 10 imunizantes. Confira quais são, de acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm):

Vacina

Doses

Qual(is) doença(s) previne?

* Vacina Tríplice Viral

2 doses

Sarampo, caxumba e rubéola

* Vacina contra Hepatite A


* Vacina contra Hepatite B


** Vacina contra Hepatite A e B

Hepatite A: 2 doses


Hepatite B: 3 doses


Hepatites A e B: 3 doses 

Hepatite A 


 Hepatite B


Hepatite A e B na mesma aplicação

*Vacina HPV

3 doses

HPV

Vacina dTpa/ dTpa-VIP ou dupla adulto (dT)

Existem 3 situações possíveis: 

1. Uma dose (dTpa) de 10 em 10 anos para quem está com o esquema básico completo;

2. Uma dose (dTpa) + até duas de dT para quem está com o esquema básico incompleto;

3. Uma dose (dTpa) + uma ou duas de dT para quem nunca se vacinou com um desses dois imunizantes ou não sabe. O esquema recomendado pela SBIm é: 0 – 2 – 4 a 8 meses.

Coqueluche, difteria e tétano (dTpa)

Coqueluche, difteria, tétano e poliomielite (dTpa-VIP)

Difteria e tétano (dT)

*Vacina Varicela

2 doses 

Catapora

Vacina contra Gripe (Influenza)

Dose única anual

Gripe

Vacina Meningocócica Conjugada ACWY/C

Dose única

Meningites A, C, W e Y e infecções generalizadas

*Vacina Meningocócica B

2 doses

Meningite bacteriana e infecções generalizadas

*Vacina contra Febre Amarela

Dose única

Febre amarela

***Vacina Pneumocócica

1 dose de Pneumocócica 13-Valente

Pneumonia, meningite e otite

Vacina contra Herpes Zoster

Dose única após 50 anos de idade

Herpes zoster (cobreiro)

**** Vacina contra Dengue

3 doses

Dengue


Legenda da tabela acima: 
  • * desde que não tenham sido aplicadas durante a infância
  • ** desde que não tenham sido aplicadas a vacina contra hepatite B e A isoladamente
  • *** desde que não tenham sido aplicadas antes de 1 ano de idade
  • **** desde que não tenham sido aplicadas de 9 anos a 19 anos 


Tabela de vacinas por idade: pessoas com 60 anos ou mais


imagem mostra quatro idosos apontando para o adesivo que colocam após a aplicação da vacina, de acordo com a tabela de vacinas por idade
Para quem tem 60 anos ou mais, a tabela de vacinas por idade é composta por mais de 7 imunizantes. Confira quais são, de acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIm): 
 
Vacina Doses Qual(is) doença(s) previne?
Vacina contra Gripe (Influenza) Dose única anual Gripe causada pelo vírus Influenza
Vacina Pneumocócica 13-Valente (VPC13) 1 dose se ela não foi aplicada na pessoa antes dos 60 anos Meningite, otite, pneumonia, bacteremia e sepse
Vacina Herpes Zoster  Dose única após 50 anos Herpes zoster (cobreiro) e suas complicações, como a neuropatia pós-herpética 
Vacina dTpa/ dTpa-VIP ou dupla adulto (dT)

Obs: a vacina dTpa pode ser trocada pela dTpa-VIP.

Existem 3 situações possíveis: 

1. Uma dose (dTpa) de 10 em 10 anos para quem está com o esquema básico completo;

2. Uma dose (dTpa) + até duas de dT para quem está com o esquema básico incompleto;

3. Uma dose (dTpa) + uma ou duas de dT para quem nunca se vacinou com um desses dois imunizantes ou não sabe. O esquema recomendado pela SBIm é: 0 – 2 – 4 a 8 meses. 

Coqueluche, difteria e tétano (dTpa)

Coqueluche, difteria, tétano e poliomielite (dTpa-VIP)

Difteria e tétano (dT)

Vacina contra Hepatite A

2 doses Hepatite A

Vacina contra Hepatite B

 

Obs: as vacinas separadas contra hepatite podem ser substituídas pela Vacina contra Hepatite A e B

3 doses 


Nesse caso, os idosos precisam tomar 3 doses no esquema: 0 – 1- 6 meses. 

Hepatite B


Hepatite A e B na mesma aplicação

Vacina contra Febre Amarela  Dose única para quem nunca tomou essa vacina. Dependendo do risco de epidemia da doença, pode ser considerada a 2ª dose.  Febre amarela
Vacina Meningocócica ACWY ou C Dose única  Meningite e infecções generalizadas (meningococcemia)
Vacina Tríplice Viral Dose única (É uma dose, mas a critério médico ou situação de surto) Sarampo, caxumba e rubéola


Perguntas frequentes: médicos respondem


Quem completou o calendário vacinal durante a infância precisa tomar todas as vacinas de novo?


Em geral, não é necessário. Quando realizadas durante a infância, não é preciso fazer outra aplicação das vacinas tríplice viral, varicela, hepatites A e B e febre amarela. A exceção só ocorre em casos de surtos ou após a avaliação individual da imunidade.
Em relação à vacina meningocócica ACWY, a pessoa precisa tomar uma dose após 20 anos e é recomendada mesmo se ela foi aplicada durante a infância. A meningocócica B e a vacina contra o HPV não precisam de uma nova aplicação durante a fase adulta, caso tenham sido aplicadas todas as doses na infância. 
Já a dTpa deve ser realizada a cada 10 anos, mesmo com o esquema de doses completo. A vacina contra gripe deve ser feita anualmente, desde os 6 meses de idade. 

O que fazer caso a pessoa não tenha todas as informações sobre sua caderneta de vacinação? 


Se a pessoa não sabe se fez ou não achou sua carteirinha de vacinação, pode tomar as vacinas conforme a tabela listada acima. Não há problema em aplicar doses a mais caso você já tenha tomado essas vacinas.  

O que acontece se a pessoa tomou uma dose da vacina, mas não completou o esquema vacinal? 


Mesmo que o esquema tenha sido incompleto na infância, não existem vacinas perdidas. Por exemplo, se a pessoa tomou uma dose de tríplice viral quando era criança, só é necessário tomar uma dose durante a fase adulta. 
Se houver problemas imunológicos, o esquema deve ser guiado por um médico. Isso é necessário porque, às vezes, os anticorpos de defesas gerados por essas vacinas são perdidos. Em surtos, podem ser dadas doses a mais de reforços. 

Alguma vacina precisa de prescrição médica?


Pessoas com doenças prévias, comorbidades e imunodeficiências devem aplicar a vacina conforme indicação médica e com a prescrição. Quem não tem doenças prévias não precisa de prescrição médica, pois as vacinas são liberadas conforme a idade. 

Você sabia que, com a Beep, é possível tomar vacinas no conforto de casa? 


A Beep oferece várias opções de vacinas particulares para você se proteger contra diversas doenças. A boa notícia é que nem precisa sair de casa para tomá-las: a nossa equipe vai até você. Agende um horário! O nosso atendimento é de domingo a domingo (inclusive nos feriados) e não cobramos taxa domiciliar.